A criança e o mundo das cores

Coluna Paternidade Consciente - Guto D'Assumpção

A criança e o mundo das cores
Freepik

As cores têm um papel muito importante no desenvolvimento infantil. Os estímulos resultantes da exposição das crianças a figuras coloridas ajudam a estimular a capacidade motora, cognitiva, audição, fala, raciocínio e outras funções do corpo. Isso ocorre porque, desde muito pequenos, eles são atraídos e influenciados pelo mundo das cores, onde as vibrantes sempre atraem mais sua atenção. Podemos ver isso claramente nos brinquedos que são colocados naqueles varais para recém-nascidos, onde as cores são sempre vibrantes e tem o papel de estimular os sentidos. E isso pode ser uma excelente ferramenta para utilização dos pais na educação e desenvolvimento dos pequenos. Ao servir a eles um prato bem colorido e rico em nutrientes poderá estimular sua alimentação, assim como convida-lo a comer uma maça vermelhinha. Na própria higiene pessoal isso acontece com muita frequência, onde as escovas de dente, por exemplo, são sempre bem coloridas.

Outro aspecto importante em toda esta questão é o papel e a influência que as cores exercem nos nossos pensamentos e emoções, trazendo incômodo, conforto, atração, tranquilidade, entre outras sensações. Estudos como o desenvolvido pela universidade de Alberta, no Canadá, demonstra todo o aspecto psicológico das cores na análise comportamental das crianças.  As cores mais vibrantes como vermelho e amarelo costumam atrair mais os pequenos, sendo muito usados em brinquedos, mas também podem causar agitação e dificuldade de concentração.

Quando observamos as crianças enquanto estão desenhando, é sempre um ótimo momento para uma análise de comportamento. No caso do vermelho, além de indicar crianças com muita energia e animação, podem também indicar raiva reprimida. A cor amarela é geralmente associada a crianças bondosas, felizes e alegres, mas pode indicar crianças com problema de autoridade. O azul é muito ligado a calma, sendo muito usada por crianças mais tranquilas, criativas e com autocontrole. O roxo muitas vezes reflete sentimento de melancolia e tristeza, podendo também expressar que podem estar se sentindo pressionadas. O próprio preto, que muitas vezes é ligado a coisas negativas, pode na verdade indicar uma criança confiante e com boa autoestima.

Sendo assim, as cores são muito importantes no desenvolvimento infantil, e nos ajudam a entender muitos dos comportamentos e sentimentos dos pequenos, assim como mostrar como podem ser afetados pelos ambientes. O mundo das cores são uma excelente ferramenta educacional, mas também podem ajudar a entender melhor os sentimentos que muitas vezes não transparecem nas conversas e atitudes do dia a dia, mas que podem ser revelados numa simples escolha dos lápis.