A importância da escolha da roupa para autoestima e o desenvolvimento infantil

A importância da escolha da roupa para autoestima e o desenvolvimento infantil

Você deixa seu filho escolher a roupa que vai vestir ou o sapato que vai usar? Provavelmente dirá que não. Muitas vezes os pais acabam evitando estas situações por não acharem as escolhas adequadas, por estarem atrasados ou por outros motivos. É mais fácil e prático fazermos nós mesmos as escolhas por eles, mas certamente muito frustrante para os pequenos. E enxergar essas frustrações é muito difícil para os pais, pois na visão de muitos estão protegendo seus filhos. Contudo, a longo prazo o excesso de proteção pode ser prejudicial, resultando em uma criança ou adolescente com dificuldade para lidar com a decepção ou adversidades. Por isso permitir que nossos pequenos tenham essa autonomia é extremamente importante para o seu desenvolvimento. Esta habilidade de fazer escolhas por conta própria é fundamental para que a criança seja mais independente, segura e tenha iniciativa. Incentivar esta iniciativa fará com que ela seja constantemente desafiada, contribuindo com seu raciocínio e sua capacidade de tomada de decisões, ajudando ainda no desenvolvimento físico, cognitivo e motor.

Cabe a nós pais o papel de dar suporte, incentivo e a oportunidade para que possam tentar. Fugir do estereótipo da criança que tem que andar dentro de padrões idealizados, todo arrumadinhos e enfeitados, muitas vezes criados pelos próprios pais até mesmo antes delas nascerem, é um enorme desafio. Foi nossa função vesti-los, e certamente muito divertido poder escolher as roupas e acessórios. Mas agora é a hora de deixá-los expressar suas preferências, fazerem suas escolhas, cabendo a nós simplesmente supervisionar e orientar. Claro que não deixará que use um casaco num dia muito quente, ou short e camiseta num dia muito frio. Na minha casa sempre buscamos dar a Sofia a autonomia para que ela faça suas escolhas. Tem dias que quer usar as roupas mais malucas, mas são as roupas que ela se sente bem, que dá a ela a sensação de autoconfiança. E quem aguenta a mãozinha na cintura depois que escolhe a roupa? Mas é gratificante demais ver o desenvolvimento da sua personalidade. É muito importante dar a eles a sensação de que fizeram um bom trabalho.

Para reforçar a autoestima da criança existem formas de orienta-los em suas escolhas:
• Evite conflitos e escolhas as batalhas que realmente são necessárias.
• Dê opções limitadas, assim você conseguirá que eles façam as escolhas deles dentro do adequado.
• Dê tempo para que eles façam suas escolhas e se troquem, e para isso programe seu tempo.
• Evite deixar roupas inapropriadas a disposição. Guarde as de inverno quando chegar o verão, e vice-versa.
• Ao sair para comprar roupa, permita que ela participe das escolhas.
Por isso deixem que os pequenos brinquem de se vestir à sua maneira, que experimentem, descubram suas preferências. É um momento de auto expressão, de ser criança, sem as exigências sociais, dando a eles a possibilidade de serem espontâneos e criativos.

“Aqueles para quem a roupa é a parte mais importante da pessoa, acabam, geralmente, por valer tanto quanto a sua roupa.” Willian Hozlitt

LEIA TAMBÉM:

Latinha x Garrafa: Existe uma melhor?

Machismo e feminismo são muito chatos

Como evitar dores na coluna durante as viagens de avião

Coluna Alma Alvinegra: É hora de foco, e olho no sistema

Cegos pelo medo e pela ignorância

Campeonato Mineiro começa neste sábado com novidades