A linguagem neutra é a nova manobra da pauta progressista

Coluna do Vereador Ciro Pereira

A linguagem neutra é a nova manobra da pauta progressista
Divulgação

Vivemos em um cenário onde o que é óbvio e certo precisa não apenas ser dito, mas defendido. O uso da linguagem neutra surgiu para atender uma pauta ideológica que apesar de se justificar por uma pretensa representatividade é mais uma aberração da pauta progressista.

A língua não deve se sujeitar a qualquer vontade política ou ideológica. Sua mudança precisa existir de uma necessidade real, concreta e coerente com a estrutura linguística. Modificar o processo de aprendizado de crianças e jovens e  dificultá-lo para pessoas surdas, mudas e disléxicas, não inclui ou gera benefícios para ninguém.

Os argumentos, como de costume, são inconsistentes e se perdem sozinhos. É absurda essa proposta de dialetos para incluir aqueles que não se julgam representados pelos gêneros masculino ou feminino.  A alteração da linguagem como uma estratégia para combater o preconceito e a discriminação não tem embasamento e nem aplicação. Tente entender um parágrafo redigido sobre tais regras, é impraticável.

Percebo que a esquerda não está tão preocupada com a educação, suas bandeiras são equivocadas e seletivas.  Não existe preocupação e vontade de lutar pelo avanço e desenvolvimento das cidades e estados, mas somente o desejo de lacrar e impor sua revolução. Eles querem dominar o que falamos, para dominarem o que pensamos e por fim, o modo como agimos.

As opiniões contidas nesta coluna não refletem necessariamente a opinião do portal Balcão News.

 

Qual é a sua reação ao ler esse conteúdo?

like
0
dislike
0
love
0
funny
0
angry
0
sad
0
wow
0
Ciro Pereira nasceu em Belo Horizonte, em 1991, é casado com Marcela e pai da Giovana. Cristão, é filho do Pastor Jeremias e membro da 8ª Igreja Presbiteriana. Desde a adolescência tem o propósito de ser relevante no desenvolvimento de sua cidade e investiu em sua formação como empreendedor. Graduado em Administração de Empresas pela Fumec e especialista em Gerenciamento Estratégico Internacional pela Seda College, na Irlanda, possui ampla experiência como empreendedor e consultor, com passagem pela Federação das Associações Comerciais e Empresariais de Minas Gerais (Federaminas). É fundador do projeto Grão – Uma semente por vez, que faz a ponte entre voluntários e empresários. Eleito para seu primeiro mandato em 2020, Ciro Pereira contou com o apoio de 4340 eleitores, que acreditam em seus pilares de atuação nas frentes de geração de emprego, defesa da família e empreendedorismo. É membro de duas comissões: Meio ambiente e política urbana e Enfrentamento à Covid-19, e presidente da Comissão Especial de Estudo - Assuntos Internacionais.