A sorte agora é atleticana

A sorte agora é atleticana
Pedro Souza / Atlético


E o Galo vem convivendo com algo que sempre nos faltou, a sorte. Bolas que antes teimavam em não entrar, gols perdidos pelo adversário que outrora eram certeiros, vitórias em momentos decisivos do jogo que no passado não aconteciam. A verdade é que 2021 está um ano diferente, mostrando que pode ser mágico e glorioso.

No domingo passado tivemos uma vitória maiúscula contra o cover do Paraná. Como vem sendo uma constante nos últimos tempos, um domínio nos minutos iniciais, mas que depois vai se perdendo durante a partida. O alvinegro fez um primeiro tempo aquém daquilo que pode mostrar. Com a falta de Hulk, afastado por conta de uma conjuntivite, vimos no segundo tempo o  ressurgimento do Vargas. Colocado no intervalo pelo técnico Cuca, o chileno mudou o panorama da partida, sendo decisivo no jogo. Claramente mais magro e mais motivado, Vargas vem mostrando que pode ser no Galo o jogador  que é na seleção chilena. Marcou o gol de pênalti e deu a assistência para o segundo, em um chute do menino Neto que teve ajuda da nossa nova companheira, a sorte. Vitória gigante de quem está na luta pelo título.

No confronto de ontem pela Copa do Brasil contra o Bahia o Galo viu sua vantagem evaporar no primeiro tempo. Primeiro em um frangaço medonho de Everson, onde além do gol quase entrega em outro lance que, por sorte, os baianos não converteram. O segundo gol, no último lance do 1º tempo, veio em uma cochilada do time após retorno do jogo devido à queda de energia. Precisando mudar o jogo Cuca recorreu a Nacho e Vargas, e a partida foi outra. Vargas, o novo talismã atleticano, marcou o gol que nos deu alívio e a classificação às quartas da Copa do Brasil. Fato é que novamente o Galo mostrou ser um time cascudo, com capacidade de alterar o panorama da partida e que luta por conquistas.

O Galo vem tendo duas características importantíssimas para quem quer ser campeão, sorte e vontade. Ao que parece 2021 será de glória para o atleticano. VAMOS PARA CIMA, GALÃO!

LEIA TAMBÉM:

A dor de uma eliminação e a esperança de que estamos no caminho

Voto Impresso: o que está em jogo?

Voto auditável: Seja feita a vontade popular

Os primeiros passos, #QueroVerMeParar

Coluna Squadra Celeste: A mesma praça, o mesmo banco

Deliciosa Pimenta Recheada e Crocante do Chef Carlos Pita

Stout – Seja Bem Vindo ao Lado Escuro da Cerveja

O motivo dos fiascos brasileiros em todas as Olímpiadas

Liminar derruba planos para disseminação da Ideologia de Gênero pela PBH

Descubra o segredo para melhorar sua postura