A voz dos imbecis

Coluna Papo Reto - Walter Nery Hilel

A voz dos imbecis
Reprodução

A guerra na Ucrânia completou três meses, num cenário devastador de destruição e morte, sem nenhuma expectativa de que esteja próxima do fim, onde interesses conflitantes mantêm distante a paz.

Mas é no Brasil que uma outra guerra é travada diariamente, com o ódio entre a população disseminado de forma recorrente, tendo a participação ativa de um Judiciário desacreditado, dissimulado e inconsequente, acirrando ainda mais a intolerância entre os brasileiros.

Os Ministros do STF, que também se alternam no comando do puxadinho TSE, e não foram eleitos para os cargos que ocupam, já passaram de todos os limites em sua arrogância e prepotência.

Não se contentaram em rasgar e destruir a Constituição.

Irromperam descaradamente nos Poderes Legislativo e Executivo, transcendendo em suas competências e prerrogativas, para instalar no país definitivamente a discórdia e o asco na política.

Ninguém suporta mais os desmandos, as mentiras e a postura ditatorial da Suprema Corte brasileira.

Não bastasse o Ministro Barroso declarar publicamente, num evento nos EUA, que o presidente Bolsonaro é o inimigo a ser combatido no Brasil, agora o Ministro Alexandre de Moraes usa de sua costumeira torpeza para dizer que as redes sociais deram voz aos imbecis.

O fato é que a grande imprensa, o Supremo Tribunal Federal e a esquerda, que não suportam um presidente que enfrentou de peito aberto um sistema corrompido há décadas (foi até esfaqueado por isso e é permanentemente ameaçado de morte), estão cada vez mais desesperados por terem sido desmascarados nas redes sociais, e querem a todo custo conter essa gigantesca consciência nacional, que só a internet é capaz de produzir tão rapidamente.

Quando o avanço da Ciência e Tecnologia produz cada vez mais um despertar vertiginoso numa população enganada por tanto tempo, esse progresso é visto como a manifestação do mal na sociedade.

Dizer que a atuação das redes sociais na política, especialmente em ano de eleição presidencial, serve para dar voz aos imbecis, é zombar de um povo cansado da roubalheira e corrupção sistêmicas, instaladas pela esquerda na história recente do país.

O Ministro Alexandre de Moraes, se sentindo o Todo-poderoso, intocável e inquestionável soberano de toga, demonstra em sua declaração um enorme desespero, que começa a tomar conta daqueles que não conseguem mais manter a mordaça numa parcela crescente de brasileiros com consciência política.

Por outro lado, a mídia está rancorosa com as redes sociais, porquanto lhe retiraram o poder de manipulação que mantinha sobre seu público cativo e cordeiro. Se empenham de todas as formas para promover o retorno da esquerda ao poder, mas não conseguem mais conduzir o rebanho de eleitores, em sua esmagadora maioria fechados com o “capitão”.

E o pior para essa turma é que o discurso da terceira via não emplacou, o que poderia de alguma forma igualar forças, e trazer alguma esperança para os oportunistas de plantão.

O STF se irrita a todo instante porque não consegue mais enganar ninguém. A imagem desgraçada que produziram na população, surrupiando os poderes de um presidente eleito pelo povo, prendendo deputados, despejando inquéritos em profusão contra seus inimigos políticos, aterrorizando a todos e desrespeitando a ordem constitucional, não tem mais volta.

Alexandre de Moraes já deveria ter sido preso, por contrariar o artigo 17 da Lei de Segurança Nacional, lá atrás quando impediu o Presidente da República de nomear o Diretor da Polícia Federal, usando o poder discricionário que lhe é assegurado na Constituição Federal de 1988.

E essa prisão poderia ter ocorrido não só naquela ocasião, mas em tantas outras, via aplicação do art. 142 da CFB, resgatando o respeito à lei (e à Constituição) e à ordem.

A verdade é que os “imbecis” estão cada vez mais fortes, e ao que tudo indica vão vencer essa guerra insana deflagrada entre os brasileiros pelo Judiciário, com a vergonhosa chancela da mídia. Queiram os Ministros do STF ou não! 

Walter Nery Hilel
Pré-candidato a Deputado Estadual – PTB/MG

As opiniões contidas nesta coluna não refletem necessariamente a opinião do portal Balcão News.