Atividade industrial mineira avança em março

Estudo realizado pela FIEMG aponta o aumento da produção e do número de empregados pelo segundo mês consecutivo

Atividade industrial mineira avança em março
Freepik

A Sondagem Industrial de Minas Gerais de março aponta o aumento da produção e do número de empregados pelo segundo mês consecutivo. O aumento da atividade era esperado, dado que março possui maior número de dias úteis que fevereiro. Os estoques das indústrias cresceram, e encerraram o mês acima do nível planejado pela quinta vez seguida, após 18 meses abaixo desse patamar.

Esse excesso de estoques pode estar relacionado com o enfraquecimento da demanda, em especial devido ao aumento da inflação e do endividamento das famílias. A utilização da capacidade instalada foi inferior à habitual para o mês, sinalizando que as indústrias operaram com capacidade de produção abaixo da usual para março.

Os indicadores financeiros mostraram que os industriais ficaram insatisfeitos com as margens de lucro e com a situação financeira de suas empresas, bem como com as condições de acesso ao crédito no primeiro trimestre do ano. Pela sétima vez seguida, o maior problema enfrentado pelas indústrias foi a falta ou o alto custo da matéria-prima. Em segundo e terceiro lugares, ficaram a elevada carga tributária e a demanda interna insuficiente, respectivamente.

As expectativas com relação à demanda, à compra de matérias-primas e ao emprego nos próximos seis meses foram positivas pela 22ª vez consecutiva. As intenções de investimento aumentaram e foram as mais elevadas para o mês desde o início da série histórica.

A Sondagem Industrial de Minas Gerais é um estudo realizado pela Gerência de Economia e Finanças Empresariais da FIEMG. Para a sua realização, foram coletados dados de 58 grandes empresas, 49 médias e 62 pequenas empresas.

Para ler o estudo completo, clique aqui.  

Fonte: FIEMG