ALMG votará auxílio de 500 reais para mineiros em extrema pobreza

'Força Família' será um benefício único e foi apresentado pelo presidente da Assembleia Legislativa, Agostinho Patrus (PV).

ALMG votará auxílio de 500 reais para mineiros em extrema pobreza
Agostinho Patrus, durante o encontro regional do Recomeça Minas na RMBH - Arquivo ALMG - Foto:Reprodução
redutea
banner redutea
banner redutea


Foi aprovada na tarde desta quarta-feira, 28, pela Comissão de Fiscalização Financeira e Orçamentária (FFO) da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) uma emenda para criação do Força Família, benefício de R$500,00 a ser pago em parcela única até o mês de agosto, para famílias em extrema pobreza, cuja renda mensal por pessoa seja de até R$ 89,00.

O pagamento deverá respeitar uma ordem, priorizando núcleos que não recebem o Bolsa Família e mulheres que, sozinhas, sustentam seus lares. O "Força Família" foi apresentado pelo presidente da Assembleia Legislativa, Agostinho Patrus (PV), e tem o aval da maioria dos deputados. Cada família poderá receber um benefício.

Com a implementação do “Força Família”, o Recomeça Minas, que desde a sua concepção já abrange uma série de benefícios aos setores empresariais mais afetados pela crise econômica, passa a contemplar, também, medidas de apoio diretamente voltadas às famílias de baixa renda de Minas Gerais.

RECOMEÇA MINAS

O Recomeça Minas prevê incentivos fiscais para a regularização de dívidas com o Estado e o direcionamento desses recursos para a desoneração fiscal dos setores mais impactados pela crise econômica decorrente da pandemia. O “Força Família” beneficiará cerca de 1,080 milhão de famílias em todas as regiões de Minas Gerais.

Com informações da Assembleia Legislativa de Minas Gerais

LEIA TAMBÉM:

Projeções crescentes de inflação, e agora?

Evitando os erros na assistência

Os 10 super alimentos!

Desmistificando a catarata

Adoce o fim de semana com o delicioso Alfajor de Colher

Amigas do Rei: do sonho de uma Confraria até a realidade

A peça predileta do outono-inverno 2021

Home office e os cuidados com a saúde do trabalhador