Balanço parcial da CPI da COVID - O Caldeirão do Vírus

Balanço parcial da CPI da COVID - O Caldeirão do Vírus
Jefferson Rudy/Agência Senado
redutea
banner redutea
banner redutea

A CPI da COVID, conhecida também como a CPI do Circo e Tribunal de Inquisição do Renan, completou um mês, desde sua instalação.

Apesar dos protestos dos senadores governistas, a presidência da comissão ficou com o senador amazonense Omar Aziz, aquele que tentou aprovar um projeto de lei que mandava para a cadeia médicos que usassem medicamentos off label, como a hidroxocloroquina, para o tratamento precoce da COVID; e cuja esposa foi presa no inquérito que investiga desvios da saúde naquele Estado.

Como relator, foi designado o senador alagoano Renan Calheiros que, segundo o portal congressoemfoco.uol.com.br, responde a 13 processos, sendo 7 deles relacionados à corrupção, peculato e lavagem de dinheiro. A CPI já nasceu desmoralizada.

O objetivo inicial da comissão era trazer esclarecimentos para a população brasileira, investigando a atuação do governo federal desde o início da crise sanitária.

Mas o que se viu até agora foi um verdadeiro palanque furtivo, onde senadores oposicionistas tentam a todo custo construir narrativas desesperadas, em sua hipocrisia e cara de pau sem limites, para derrubar o Presidente Bolsonaro, como se ele fosse o responsável pelas milhares de mortes causadas pelo vírus chinês de laboratório. Um autêntico show de horrores, onde incoerência, baixo nível, despreparo, demagogia, ameaças, intimidações e devaneios se multiplicam a cada sessão. Teve até senadora fazendo pergunta e dizendo que não queria ouvir a resposta. Um descalabro completo.

Alguns depoimentos, entretanto, merecem destaque. Entre eles, o do ex-ministro da Saúde, general de divisão do Exército Eduardo Pazuello, e mais recentemente da Dra. Mayra Pinheiro, Secretária de Gestão do Trabalho do Ministério da Saúde.

Em ambos, o tema da vacina e os protocolos do tratamento precoce da doença foram amplamente abordados. Não para se buscar qualquer esclarecimento, e sim para tentar distorcer os fatos, e enganar ainda mais os brasileiros de boa-fé. Os depoentes eram a todo instante atacados, para não desmascarar a verdadeira intenção de seus inquisidores. Mas o tiro saiu pela culatra.

O General Pazuello, certamente leitor da “Arte da Guerra”, revelou sua incontestável capacidade militar, pondo em prática as melhores táticas para se combater o verdadeiro inimigo. Quando todos achavam que ele ficaria calado, demoliu todas as narrativas nefastas dos senadores descarados e corruptos da República, que viram suas “máscaras” caírem ao vivo para todo o país.

Já no depoimento da Dra. Mayra Pinheiro, que também é médica, com um currículo invejável e mais diplomas que todos os senadores da CPI juntos, ela deixou claro que a questão de se prescrever ou não qualquer medicamento

deveria ser entendida como autonomia médica. Não são os membros do Legislativo, do Judiciário, nem tampouco a imprensa, quem define a orientação que os médicos devem fornecer para salvar seus pacientes, explicou. Por isso, levou para a CPI mais de 2000 estudos impressos, que estariam à disposição dos senadores, mostrando os efeitos antivirais, antibacterianos e antiparasitários da cloroquina e hidroxocloroquina, que os pesquisadores estudam desde 2005, e revelam farta evidência que justifica o tratamento precoce do coronavírus.

Agora, finalmente deverão ser ouvidos Governadores e Prefeitos, se o STF deixar é claro, tirando um pouco o foco do PR, para explicarem o que fizeram com os recursos federais a eles destinados, mais de 200 bilhões de reais, e suas ações para o enfrentamento da COVID. Mas ainda vai ficar faltando o depoimento do Sr. Carlos Gabas, ex-ministro de Lula e Dilma, hoje secretário-geral do Consórcio Nordeste, para esclarecer o desaparecimento de 49 milhões de reais de dinheiro público, em investigação pela Polícia Federal, na suposta compra de respiradores com verba federal, que não foram entregues. Se é que estão preocupados com a verdade dos fatos.

Aguardemos os novos episódios do caldeirão do vírus!

As opiniões contidas nesta coluna não refletem necessariamente a opinião do portal Balcão News.

LEIA TAMBÉM:

Imóvel ou fundo imobiliário? Como investir nesse mercado?

5 dicas para manter a saúde e perder peso

Um prato com a cara de Minas: Paella Mineira

Conheça Brewdog – A cervejaria queridinha do nosso Beersommelier

Redução mamária com inclusão de prótese

Bolsonaro ou Lula?

Tendências do passado estão em alta em 2021

7 dicas para uma melhor qualidade de vida na terceira idade