Brasil conquista quatro medalhas de ouro no 5º dia da Paralimpíada

Com as medalhas deste dia, o país agora é o 6º no quadro, com dez de ouro, cinco de prata e 15 de bronze.

Brasil conquista quatro medalhas de ouro no 5º dia da Paralimpíada
Koki Nagahama/Getty Images


O Brasil viveu mais um dia de vitórias na madrugada de sábado (28/8) para domingo (28) dos Jogos Paralímpicos. Até a última atualização desta matéria, foram conquistadas quatro medalhas de ouro e três de bronze.

Renê Campos Pereira deu a largada na sequência de triunfos com o bronze no remo. Nos 2.000 metros do skiff simples PR1M1x, ele completou a prova em 10min03s54, atrás de Roman Polianskyi da Ucrânia, que levou a de ouro com o tempo de 9min48s78, e o australiano Eric Horrie foi prata, ao fazer 10min00s82.

Judô

Com o ouro de Alana Maldonado e o bronze de Meg Emmerich, a bandeira verde e amarela apareceu duas vezes nos pódios do judô. Alana, 26 anos, que se tornou a primeira brasileira campeã paralímpica da modalidade, derrotou Ina Kaldani, da Geórgia, por waza-ari, na categoria até 70kg.

Emmerich, 34 anos, ficou em 3º na categoria acima de 70kg, derrotando por ippon a Altantsetseg Nyamaa, da Mongólia.

Natação

Na natação, três nomes representaram o Brasil nos pódios: Beatriz Carneiro, Carol Santiago e Gabriel Araújo. Beatriz venceu o bronze nos 100m peito (SB14), apenas dois centésimos à frente da sua irmã gêmea, Debora, que conquistou medalha no revezamento, nesse sábado. A atleta de 23 anos finalizou a prova em 1min17s61. O ouro ficou com a espanhola Michelle Morales (1min12s02) e a prata com a britânica Louise Fiddes (1min15s93).

Carol Santiago, 36 anos, foi campeã e bateu o recorde mundial nos 50m livre da classe S13, na qual disputam atletas com deficiências visuais, com o tempo de 26s82. Ela ficou à frente da russa Anna Krivshina (27s06) e da italiana Carlotta Gilli (27s07).

O jovem de apenas 19 anos, Gabriel Araújo, venceu o ouro nos 200m livre da classe S2 — disputada por atletas com deficiência física severa — com larga vantagem. O mineiro fez um tempo de 4min06s52. O medalhista de prata, Alberto Abarza da China terminou a prova com 4min14s17, enquanto o 3º colocado, o russo Vladimir Danilenko, fez em 4min15s95. O brasileira Bruno Becker quase garantiu a dobradinha brasileira no pódio, mas terminou em 4º, com 4min22s63.

Com essas medalhas, o Brasil agora é o 6º no quadro, com dez de ouro, cinco de prata e 15 de bronze.

O post Brasil conquista quatro medalhas de ouro no 5º dia da Paralimpíada apareceu em Metrópoles.

LEIA TAMBÉM:

Conheça Orval - Uma Belga de respeito

Regras mais claras devem impulsionar retomada de Food Truck em BH

O que você precisa saber sobre ergonomia na cozinha

Coluna Alma Alvinegra: Contra tudo e contra todos, continuamos na luta

A democracia contra-ataca

Os impactos da pandemia na vida do Jornalista Esportivo

Autonomia infantil é a chave para adultos independentes e criativos

Super receita de suco detox e seus benefícios para a saúde

Coluna Squadra Celeste: Enfim, alvíssaras!

Bacalhau a Lagareiro, uma ótima opção para os amantes desse peixe