Com Open Banking, empresário ganha poder. Saiba como sistema funciona

Compartilhamento dos dados da empresa permitirá ao Banco do Brasil buscar as melhores soluções e experiências para os clientes

Com Open Banking, empresário ganha poder. Saiba como sistema funciona
Divulgação

Você costuma ficar num dilema quando precisa tomar uma decisão importante em relação ao dinheiro da empresa, sempre questionando qual é a melhor opção disponível – seja para fazer um investimento ou buscar a melhor opção de crédito entre os bancos? E se outras instituições financeiras pudessem oferecer possibilidades mais atrativas antes de cada escolha? Com certeza isso faria toda a diferença. Isso é o que propõe o Open Banking ou Sistema Financeiro Aberto.

Capitaneado pelo Banco Central (Bacen), o Open Banking promete mudanças importantes aos empreendedores brasileiros, melhorando a relação com os bancos.

Mas, o que exatamente mudará? Na prática, o sistema financeiro brasileiro deixará de ser composto por instituições isoladas para se tornar um verdadeiro ecossistema digital, funcionando de forma integrada e cada vez mais fluida para o consumidor. E a melhor parte é que essa mudança representa, acima de tudo, um movimento de autonomia do cliente, pois ele é quem decide com quem compartilhará os dados.

Primeiro, o empreendedor decide se quer compartilhar as informações da empresa e para qual finalidade. O cliente decide ainda quais dados compartilhará, de quais instituições e por quanto tempo. A partir desse consentimento, ao conhecer melhor as necessidades e perfil da empresa, as instituições poderão oferecer soluções mais adequadas e você escolhe a que trouxer a opção mais interessante.

Importante reforçar essa que é a grande premissa do Open Banking: você está no controle o tempo todo.

Compartilhamento

O Open Banking acaba de entrar em uma nova fase, em que as empresas podem autorizar o compartilhamento de informações de cadastro, contas, poupanças, uso do cartão e histórico de crédito em outros bancos com o Banco do Brasil. Em posse desses dados, o BB conseguirá entender melhor as necessidades da empresa e oferecer produtos e soluções mais customizados.

Para as empresas e consumidores em geral, a possibilidade de aproveitar os dados financeiros para iniciar um novo relacionamento com uma instituição, demostrar que é um bom pagador ou mesmo o perfil de consumo e necessidades atuais, são vantagens imediatas do Open Banking. Tendo o poder de compartilhar esses dados, o cliente assume de fato o lugar no centro das decisões e terá acesso muito mais facilitado para consumir produtos e serviços financeiros de todo o ecossistema do Open Banking.

Esse ecossistema será ainda mais desenvolvido com a entrada de novos participantes no sistema financeiro nacional, mediante autorização do Bacen. Com todos os participantes falando a mesma língua e integrados, a expectativa é que a competitividade do setor aumente, surjam novos produtos e serviços, e haja uma pressão para redução dos preços.

Tempo

Com o Open Banking, os empreendedores também poderão economizar algo muito valioso hoje: tempo. Isso porque será possível consultar e fazer conciliação de todas as contas da empresa em uma única plataforma. Ao autorizar o compartilhamento de informações de conta de outras instituições com o BB, a empresa poderá consultar no Banco do Brasil toda a movimentação no sistema financeiro.

Outra vantagem do Open Banking é que, ao entender melhor você e a empresa, o banco terá condições de ofertar crédito e outros produtos e serviços alinhados ao perfil do negócio de forma mais assertiva. Nada mais de ficar esperando um bom tempo de movimentação financeira para ter a confiança da instituição.

Pioneirismo e Protagonismo

O Banco do Brasil vem se destacando na implantação do Open Banking no Brasil, confirmando o pioneirismo e protagonismo no tema. Foi o primeiro banco da América Latina a fazer uma operação estruturada de Open Banking, em 2017, com o lançamento do portal Developers. Por meio do portal e das soluções nele disponíveis, o BB já integrou mais de mil clientes aos serviços de API, que agilizam a comunicação e fornecem a integração por meio de sistemas ERP parceiros ou do ambiente web da própria empresa. A partir do uso dessas soluções e do compartilhamento de dados com o BB, as empresas podem tornar as rotinas de pagamento, recebimento, conciliação e gestão mais eficientes, ágeis e inteligentes.

No quesito segurança, o BB também se mantém na vanguarda. Apenas as instituições autorizadas pelo Banco Central participam do Open Banking, e elas são obrigadas, por regulação, a ter robustos padrões de segurança. Reafirmando a sólida estrutura de segurança que já é tradição, o BB conquistou a certificação FAPI OpenID, que garante que todos os padrões de segurança exigidos pela implementação do Open Banking estão sendo seguidos.

Por fim, um dos focos da atuação tem sido o compromisso em informar e orientar os clientes e sociedade em geral sobre as vantagens do Open Banking para que eles se empoderem e possam se beneficiar do sistema com toda segurança.

Caso ainda tenha alguma dúvida, conte com o BB para tudo que precisar saber sobre o assunto, acessando o portal Open Banking BB, conversando com o assistente virtual no WhatsApp, no número (61) 4004-0001, ou com a rede de atendimento, que está muito bem preparada para orientá-lo a obter todas as vantagens em participar do Open Banking.

O post Com Open Banking, empresário ganha poder. Saiba como sistema funciona apareceu em Metrópoles.