Como viajar é importante para as crianças

As viagens ampliam os horizontes das crianças, e ajudam-nas a aprenderem a conviver com a diversidade. 

Como viajar é importante para as crianças

Viajar com criança é algo bem complicado, com os mais pequeninos então, mas é também maravilhoso. Especialistas dizem que viajar é extremamente benéfico para o desenvolvimento infantil, compensando o sacrifício. Se passear por parques e praças na própria cidade já traz enorme benefício, viajar para lugares mais distantes, onde podemos dar a eles a experiência de conviver com outras culturas, nem se fala. As viagens ampliam os horizontes das crianças, e ajudam-nas a aprenderem a conviver com a diversidade. 

“Viajar tem o potencial de ensinar as crianças sobre as semelhanças com os outros e estabelece uma base sólida, especialmente nos primeiros anos. Temos o potencial de criar uma geração que saberá como viver e conviver entre si. As crianças vão começar a aprender ferramentas para desenvolver relacionamentos significativos, especialmente em meio às diferenças, desde cedo” segundo Robin Hancock, especialista em educação global do Bank Street College.

As memórias que temos de viagens que fizemos em nossa infância, provavelmente, são de momentos felizes, experiências, pessoas, lugares marcantes. De acordo com especialistas os 5 primeiros anos de vida de uma criança é quando ocorre um desenvolvimento mais rápido do cérebro, principalmente nos primeiros 3 anos. Dar a criança, principalmente em seu período inicial de vida, a possibilidade de conviver com pessoas diferentes dela faz com que essas experiências se tornem algo mais comum. Dentro de casa vivenciamos isso muito de perto. Toda viagem que fazemos com a Sofia notamos que ela volta super estimulada, contando para todos suas experiências, e querendo voltar para o local que estávamos. É muito legal ver o quão importante é para o desenvolvimento dela essas experiências. Quando os pequenos retornam de uma viagem, as experiências vivenciadas as ajudam inclusive na escola, pois voltam mais abertas a conhecer coisas novas, ficando menos propensas ao impacto de novos cenários ou pessoas em seu convívio. Outro aspecto interessante é em relação ao desenvolvimento da linguagem, principalmente em relação aos bebês pequenos, a partir dos 6 meses. De acordo com especialistas, dar a esses bebês a possibilidade de ter contato com sons diferentes aos de seu convívio ajudam em seu desenvolvimento linguístico. Procure criar sempre tradições em suas viagens, como colecionar imãs de geladeira ou cartões postais. Essas tradições ajudam as crianças a se conectarem com as viagens, fazendo com que se tornem experiências significativas para elas. É muito importante também que se estimule o convívio, as brincadeiras, com outras crianças, mesmo que não falem o mesmo idioma. Pode ter certeza que elas encontrarão uma forma de se comunicar, e isso gerará uma experiência única, onde entenderão que nem todos são iguais. Mas lembrem-se, devemos prepara-los para essas viagens, conversar e explicar o que elas terão pela frente, sempre a encorajando a viver esta experiência. A vantagem é que os pequenos se adaptam muito mais facilmente que nós em relação a novas situações. Viajem, levem seus filhos para viver novas experiências, deixem que eles possam curtir e se conectar ao mundo. O futuro deles terá um outro significado, podem ter certeza.