Dúvidas clássicas dos motociclistas: Dilemas sobre duas rodas

Dúvidas clássicas e recorrentes preocupam os motociclistas em todos os lugares e em todos os tempos

Dúvidas clássicas dos motociclistas: Dilemas sobre duas rodas
Divulgação
redutea
banner redutea
banner redutea


Há questões intrigantes que povoam a cabeça dos motociclistas praticamente desde que surgiram os veículos motorizados de duas rodas, no final do Século 19. São dúvidas clássicas sobre as quais todo motociclista já se questionou ou foi perguntado uma vez na vida – desde o amaciamento do motor até a indumentária mais adequada para desfrutar dos prazeres do motociclismo. Os técnicos da Harley-Davidson do Brasil ajudaram a responder cinco dos questionamentos mais recorrentes entre os motociclistas brasileiros. São respostas simples, que podem ajudar a qualquer piloto. As perguntas e suas respostas podem ser conferidas abaixo.

1) É melhor parar em ponto morto ou com a moto engrenada?

R – Ambos os métodos têm seu mérito. Se reduzir a marcha e continuar engrenado mesmo em baixa velocidade, se conseguirá diminuir o tempo de reação e começar a agir mais rapidamente em caso de emergência. Continuar engrenado também permitirá o uso do freio-motor. A desvantagem é a diferença entre a segunda e a primeira, que é o maior “passo” na maioria das caixas de marchas. Sem uma correspondência cuidadosa com a rotação do motor e atenção à velocidade, a redução da segunda para a primeira marcha cria a maior oportunidade de erro, seja uma guinada da motocicleta ou perda de tração na roda traseira (nos casos extremos).

AS MELHORES OPÇÕES DE MOTOS VOCÊ ENCONTRA NO JORNAL BALCÃO!

2) O que fazer para amaciar uma nova motocicleta?

R – Existem muitas opiniões diferentes e apaixonadas sobre esse tema, que vão desde “Trate-a como um bebê!” até “Trate-a como se fosse uma moto alugada: não dê moleza!”. As peças de uma motocicleta nova precisam de um pouco de tempo para se “acostumarem umas às outras” no sentido mecânico. Algo parecido ocorre com um piloto e uma motocicleta que nunca se encontraram antes. Acostumar-se com o equilíbrio, a dirigibilidade, a aceleração e a frenagem da nova motocicleta é importante. O período de amaciamento é uma oportunidade para todos os participantes serem entendidos. Uma das características mais interessantes das motocicletas novas é a garantia de fábrica: é possível contar com outra pessoa para consertar a moto se o defeito for passível de garantia. Seguir as orientações do manual do proprietário durante o período inicial após a compra da motocicleta é a forma mais segura de se agir.

3) Minha amiga acabou de comprar uma motocicleta nova. Como as mãos dela são pequenas, ela está tendo dificuldade com as alavancas do freio e da embreagem. Existe alguma solução para ela ficar mais confortável?

R – Existem fabricantes que oferecem alavancas ajustáveis compatíveis com vários modelos. Elas se adaptam aos controles-padrão. Então, é uma solução bastante simples para o conforto de sua amiga.

4) Em uma longa viagem, é melhor levar mapas impressos ou mapas eletrônicos/sistemas GPS?

R - As duas coisasOs métodos eletrônicos de traçar uma rota oferecem conveniência, atualizações frequentes e instruções precisas. A maioria dos dispositivos oferece algum nível de informação sobre comodidades importantes ao longo do caminho, priorizando variáveis como a rota mais rápida ou mais curta. As instruções de navegação por voz incorporadas ao capacete ou sistema de som também são uma benção para muitos motociclistas. Os mapas impressos, por outro lado, nunca perdem o sinal nem ficam sem bateria.

5) É melhor escolher roupas de couro ou tecido para se pilotar?

R – O couro oferece o melhor em termos de proteção contra o vento e a abrasão. Os tecidos com certeza protegem, contudo, na maioria das organizações de competição, as roupas de couro são obrigatórias. Essa proteção funciona da mesma forma nas ruas. É preferível utilizar tecido nos meses de calor, especialmente quando a probabilidade de chuva é alta. Nos dias secos e frios, a escolha mais sensata é o couro devido à sua consistente proteção contra o vento. Por outro lado, o couro tem suas limitações. É pesado, o que pode afetar a flexibilidade de movimento. E fica ainda mais pesado quando está encharcado. Como o couro é mais adequado para o uso em climas secos, carregar uma capa de chuva na bagagem é de bom senso. Uma vantagem das roupas de tecido é sua flexibilidade. O couro, mesmo perfurado, não consegue chegar perto do desempenho das roupas de tecido em termos de fluxo de ar. Da mesma forma, as roupas de tecido podem ser usadas com forros, camadas externas e tratamentos de impermeabilização que conferem uma versatilidade a uma única peça de roupa.

por Edmundo Dantas para a AutoMotrix

LEIA TAMBÉM:

Parada esperta: Dicas de frenagem

Adoce o dia com esta deliciosa receita de Palha Italiana

Capitão Senra voltou! E agora? Te apresento outras opções!

Calçados que estão em evidência no outono inverno 2021

Será que existe uma posição correta para dormir?

Selic 3,5% ao ano. E meus investimentos com isso?

'Dr. Google': Ajuda ou atrapalha?

Os olhos também envelhecem: conheça as alternativas para tratar a vista cansada

Limpeza doméstica pode causar dores no corpo