É aprender com os erros e seguir em frente

Coluna Alma Alvinegra - Guto Galo

É aprender com os erros e seguir em frente
Pedro Souza / Atlético

Em uma semana de estreia no Campeonato brasileiro, e do primeiro jogo em casa pela Libertadores, o Galo viveu momentos muito diferentes. Contra o Internacional o alvinegro fez um ótimo primeiro tempo, principalmente no início, onde amassou o adversário e abril o placar logo nos primeiros minutos. Após o gol o Galo pisou no freio e somente administrou o jogo, mas correu muitos perigos, sofrendo pressão do Inter. Um dos destaques do jogo, o volante Otávio, que fez excelente partida, e mostrou que briga por titularidade no meio campo do Galo. Ademir entrou muito bem, como sempre, e deu nova injeção de força ao ataque atleticano. Hulk, como sempre, aparece quando precisa, e mostrou porque é o melhor atacante em atividade no Brasil hoje. E como tem “torcedor” que vai para o estádio para xingar e reclamar. No setor roxo superior, tradicional pela cornetagem irritante, um desses indivíduos passou o segundo tempo todo xingando o Hulk, irritando e revoltando quem estava por perto.  Como que um atleticano consegue criticar o Hulk ? a esses indivíduos pedimos que fiquem em casa.

Pela Libertadores tivemos um empate amargo, com gosto de derrota. Muito superior ao América, mas em dia de extrema desorganização, o Galo não conseguiu romper a forte retranca do limitado rival mineiro. Muitas escolhas de El Turco não funcionaram, somadas a erros coletivos, que acabaram por jogar fora 2 pontos em casa. No lance do gol americano podemos ver claramente esses erros coletivos. Os 2 volantes subiram e, quando o ataque perdeu a bola, acabaram deixando a zaga vulnerável. A partir daí tivemos 2 botes errados de defensores atleticanos, um de Godin e outro de Jair. E para completar o desastre, o atacante americano acerta um chute que, se tentar 10 vezes não acertará novamente. A verdade é que o jogo foi um ataque contra defesa, com um América entendendo suas limitações, e jogando por uma bola. Foram absurdos 80% de posse de bola para o Galo, mas totalmente estéril. Agora é seguir em frente, aprender com os erros, e continuar a caminhada pelos títulos que virão.

Vaaaaaamos Gaaalo!

As opiniões contidas nesta coluna não refletem necessariamente a opinião do portal Balcão News.

Qual é a sua reação ao ler esse conteúdo?

like
4
dislike
0
love
5
funny
4
angry
0
sad
0
wow
0
Guto Galo é atleticano de nascença, um sentimento forjado nas arquibancadas do Galo. Ser atleticano é algo que transcende o torcer para um time. Uma paixão enlouquecida, que faz de nós admirados e temidos por todos. Leia sua coluna quinta-feira no Balcão News!