Em busca do que faltou em 2021, Galo inicia Libertadores na Colômbia

O primeiro adversário da nova jornada será o Tolima, em jogo marcado para as 21 h no Estádio Manuel Murillo

Em busca do que faltou em 2021, Galo inicia Libertadores na Colômbia
Pedro Souza / Atlético
Após viver um 2021 de celebrações, com títulos da Copa do Brasil e do Campeonato Brasileiro, o Atlético-MG inicia na quarta-feira (6/4) a busca pela taça que faltou na temporada passada: a da Copa Libertadores, competição em que acabou eliminado pelo Palmeiras na semifinal.
O primeiro adversário da nova jornada será o Tolima, em jogo marcado para as 21 horas, no Estádio Manuel Murillo, em Ibagué, cidade colombiana na qual equipes brasileiras costumam encontrar dificuldades.

Os dois times participam do Grupo D do torneio continental, chave que tem como outros integrantes o Independiente del Valle e o rival América-MG. “São adversários difíceis, temos que entrar como se fossem finais para conseguir o maior número de pontos, classificar em primeiro e obter a vantagem de trazer o segundo jogo para casa”, comentou o atacante Hulk.

Campeões mineiros no último final de semana, diante do Cruzeiro, os atleticanos enfrentaram uma longa jornada até o desembarque em Ibagué. A delegação iniciou viagem na noite de segunda-feira e só chegou à cidade cerca de 12 horas depois, na tarde desta terça (horário de Brasília), em deslocamento feito em duas etapas, de avião e ônibus.

Alguns nomes importantes não viajaram, caso do zagueiro Réver e do meio-campista Zaracho, ambos com desgaste físico, e do atacante Eduardo Vargas, que já havia ficado de fora da final estadual contra o Cruzeiro em razão de um quadro de virose. O lateral Dodô, por sua vez, ainda se recuperando de uma cirurgia no joelho, não está à disposição do técnico Antonio Mohamed.

Na noite de quarta-feira, os atleticanos vão encontrar um Tolima otimista, campeão da Superliga Colombiana recentemente, no final de fevereiro, ao derrotar o Deportivo Cali na grande decisão. Em suas duas últimas participações na Libertadores, o time colombiano parou na fase de grupos em 2019, quando caiu na mesma chave do Athletico-PR, e foi eliminado na pré-Libertadores em 2020, para o Internacional.

Desta vez, esperam ir mais longe, em busca da primeira classificação da história para as oitavas de final. “Nosso presidente tem feito esforços. Ele quer que a equipe seja protagonista dos torneios que participa, assim como a Copa Libertadores, é um dívida que tem o Deportes Tolima”, afirmou o treinador Hernán Torres.

Fonte: Metrópoles.