Expectativa do torcedor na volta da torcida a arquibancada

Expectativa do torcedor na volta da torcida a arquibancada
Mineirão / Divulgação


Se alguém te contasse que o Mineirão ficaria 17 meses sem receber torcida, por causa de um vírus, você acreditaria? Após meses sem poder ir ao estádio, o jogo do Atlético-MG X River Plate será marcado pela volta da torcida as arquibancadas. O diretor do Estádio Mineirão, Samuel Lloyd, afirma que surgiu uma necessidade nesse período de uma busca por novas alternativas para se adequar ao novo momento. Para ele, o Mineirão nasceu para ser a casa do mineiro, e ficar sem receber público é fazer o negócio sem sua razão principal: O povo.

“Por questões humanas e sanitárias, entendemos que precisávamos ficar por aqui sem pessoas na arquibancada, para que controlássemos essa pandemia.”
- Samuel Lloyd.

Seguindo todos os protocolos de segurança, o Mineirão retomará a entrada dos torcedores de forma preparada e segura, se espera um grande jogo e uma linda festa na arquibancada. São 400 dispensers de álcool em gel, produção de aproximadamente 3 mil peças informativas, readequações estruturais, profissionais treinados e uma ação conjunta com a torcida para que cada um faça sua parte. Mas, e a torcida do Galo? Quais são as expectativas dos torcedores para a volta nas arquibancadas em um jogo expressivo como este?

A volta do torcedor ao Gigante da Pampulha

Os torcedores entrevistados afirmaram estar muito felizes com a volta e sabem da necessidade de seguirem as exigências impostas pela Prefeitura de BH para voltarem a normalidade de estar acompanhando de perto o time do coração.

“Vai ser um jogo muito disputado, o River vem em busca da vitória após, uma derrota no monumental, mas, a massa apoiará como sempre os 90 minutos e isso fará a diferença com certeza.”
- Gabriel Pimenta (torcida Raça Galo).

“Expectativa do jogo de quarta é reencontrar a torcida do Galo, ver aquela festa tradicional antes, durante e depois do jogo, e no final sair com a classificação”.
- João Paulo Freire (torcida Raça Galo).

Paulo Autran, diretor da torcida Raça Galo, também falou sobre como este jogo pode ser difícil para o Atlético, porém acredita que o time com a ajuda da torcida sairá com a classificação. “Senti muita saudade de estar no estádio, principalmente, do “esquenta” com os amigos. Entrar no Mineirão, subir as escadas, ver a massa toda unida cantando e empurrando o time é um sentimento inexplicável.”

Sendo com 30% apenas da capacidade liberada, o jogo de quarta-feira (18), será emocionante também para alguns dos jogadores do Atlético-MG, que ainda não tiveram a oportunidade de conhecer a massa atleticana. E os torcedores também comentaram sobre esse encontro.

“Muitos jogadores do Galo ainda não sabem como é correr com a torcida balançando o Mineirão. Acredito que quando eles entrarem em campo e escutarem a massa apoiando jogarão muito mais!”
- Pedro Marques (Diretor da Fúria Alvinegra)

Um grande jogo e uma grande festa que ficarão para história! A volta da torcida ao estádio, o reencontro entre os jogadores e a massa atleticana, quartas de final da Libertadores da América e o duelo entre duas grandes equipes Galo e River.

LEIA TAMBÉM:

Coluna Squadra Celeste: Os mesmos erros

Braciola suína glaçada em geléia de damasco com musseline de pequi

Lagunitas – A IPA que conquistou o Brasil

Você é americano, atleticano ou cruzeirense?

A boçalidade da velha política de Kalil

Passo a passo de como manter uma boa postura para dirigir

Coluna Alma Alvinegra: Um Galo encardido no caminho dos adversários

O papel das forças armadas numa democracia representativa

A leitura e seus benefícios para o desenvolvimento infantil

Efeitos da Covid-19 na relação entre clube, torcida e dinheiro