Exposição Minas Gerais é inaugurada na Expo Dubai, nos Emirados Árabes

Espaço divulga a força, a riqueza e o futuro de avanço e sustentabilidade projetado pelo estado

Exposição Minas Gerais é inaugurada na Expo Dubai, nos Emirados Árabes
Divulgação

A Exposição de Minas Gerais no Pavilhão Brasil da Expo Dubai abriu suas portas ao mundo nesta quarta-feira (17/11). Para apresentar sua pujança econômica, tecnológica, em infraestrutura, turística, cultural e histórica, o estado está em peso nos Emirados Árabes, com uma delegação de mais de 200 integrantes, entre eles, 150 empresários das mais diferentes áreas. 

O Pavilhão Brasil, no qual Minas Gerais é revelada a economias e ao turismo internacionais, está situado no setor Sustentabilidade da Expo 2020 – realizada entre 1º de outubro de 2021 e 31 de março de 2022.

Sustentabilidade, aliás, é um dos focos da imagem que o estado tem para oferecer aos investidores e empreendedores que, ao redor do mundo e in-loco, estão de olhos voltados para Dubai, nos Emirados Árabes. Sustentabilidade na produção industrial, que investe em inovações tecnológicas mitigadoras das emissões de CO2; na oferta de energias limpas e renováveis; no desenvolvimento amparado na preservação ambiental.

Nossa força

A força de Minas Gerais mostrada na Expo Dubai está em dados como o PIB de US$ 129 bilhões do estado, que tem ainda o segundo maior PIB industrial do país (US$ 30,1 bilhões) e é o terceiro exportador brasileiro, com US$ 26,2 bilhões.

Principal produtor mineral do Brasil – setor que em 2020 exportou o equivalente a US$ 20 bilhões, Minas tem o segundo maior hub industrial do país – mais de 60 mil indústrias têm escritórios em seu território.

A matéria-prima disponível no estado também compõe a força de Minas, que se destaca entre os principais produtores mundiais de minério de ferro, ouro, zinco, fosfato, grafite e lítio, mantendo uma produção anual de mais de três milhões de toneladas. Em se tratando do nióbio, é o maior produtor mundial.

Outras forças do estado estão na habilidade de transformar, no capital humano – a indústria mineira absorve a força de trabalho de 1 milhão de pessoas – e na presença global.

Portanto, os visitantes da Expo Dubai saberão que o que move Minas Gerais são novas ideias, novos processos, novas tecnologias, novas aplicações. E que o compromisso do estado está em desenhar soluções sustentáveis, negócios de longa duração e uma sociedade que próspera.

Nossa riqueza

As riquezas que Minas Gerais exibe nos Emirados Árabes, na Expo Dubai, são sua condição de estado brasileiro, potência cultural e verdadeira força da natureza.

O povo mineiro, que compõe o segundo maior mercado consumidor do país, movimentando US$ 381,8 bilhões, será realçado como um dos tesouros do estado, cujo acesso é fácil e rápido.

A riqueza artístico-cultural de Minas é outro tesouro  apresentado na Expo Dubai, passando por Inhotim, o maior centro mundial de arte contemporânea a céu aberto. E a história aqui preservada, reunida na maior coleção de patrimônios históricos validados pela Unesco no Brasil.

Os cenários e os talentos das Minas Gerais são  preciosidades que também compõem o elenco de recursos a serem conhecidos e explorados. Isso, sem falar nos sabores, como os dos queijos e cafés premiados internacionalmente.

No que se refere ao café, Minas mostra que é o maior produtor e exportador do Brasil, movimentando US$ 3,2 bilhões por ano. E, ainda, o principal produtor de leite brasileiro, com o montante de 9 bilhões de litros anuais.

A exposição sobre Minas Gerais na Expo Dubai ressalta ainda que o que aguarda os visitantes e investidores que aqui vierem são riquezas como o Aeroporto Internacional de Belo Horizonte, conectado com os principais destinos globais; seis portos secos; a maior malha rodoviária do Brasil, com 30 mil quilômetros de estradas; a segunda maior malha ferroviária do país, que reúne acima de 5 mil quilômetros de extensão.

Tudo isso pode ser desfrutado no principal destino de turismo natural e histórico do Brasil.

Nosso futuro

Minas Gerais é o segundo maior hub de tecnologia do e o segundo polo de startups domésticas do país. O estado abriga um grande número de universidades federais, incluindo a primeira do ranking nacional, a UFMG.

E este é o futuro que a delegação de representantes do estado vislumbra e apresenta na Expo Dubai: economia dotada de Indústria 4.0, Internet das Coisas, Inteligência Artificial, biotecnologia – segundo maior hub de biotecnologia e de ciências da vida, com mais de 200 companhias –, Tecnologia 5G, nanomaterial e tecnologias de grafeno, tecnologia de nióbio, soluções de mobilidade inovadoras, energia limpa.

A delegação de Minas Gerais – que inclui150 empresários, de todos os setores industriais presentes no estado – revela, ainda, aos participantes dos eventos da Expo Dubai que essa realidade de avanços tecnológicos já alcançada aqui é fruto de construção e trabalho conjuntos das empresas, governos e universidades.

Fonte: FIEMG