Indústria de Minas interrompe quedas e volta a crescer

Coluna MG - 17 de Janeiro

Indústria de Minas interrompe quedas e volta a crescer
Setor automotivo foi um dos destaques da indústria mineira (Léo Lara / Stellantis)

Indústria de Minas interrompe quedas e volta a crescer

Depois de cinco meses de queda, a produção da indústria mineira voltou a crescer em novembro de 2021. Em relação a outubro do mesmo ano, na série com ajuste sazonal, foi observada elevação de 0,8%, enquanto a produção industrial nacional mostrou variação negativa de 0,2%, para o mesmo período de comparação. Frente a igual intervalo de 2020 houve baixa de 0,6%. Com isso, o parque industrial do Estado acumulou alta de 10,9% entre janeiro e novembro do ano passado sobre o exercício anterior. Já nos últimos 12 meses até novembro, o índice avançou 11,4%. Os dados são da Pesquisa Industrial Mensal (PIM), divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). (Diário do Comércio – Belo Horizonte) 

Reabertura de santuário

Após sete dias com o acesso interditado, devido as intensas chuvas que fizeram o rio Taboões transbordar e inundar a estrada, o Santuário do Caraça reabre as suas portas para hóspedes e visitantes. Porém, ainda existem pontos de bloqueio parcial na pista em alguns trechos da Estrada do Caraça e os órgãos responsáveis já foram acionados para a liberação completa do acesso, contudo, ainda não há uma data definida para conclusão dessas ações. Por isso, é necessário que os condutores de veículos dirijam com cautela e respeitem a sinalização. (Jornal MG Turismo – Belo Horizonte)

Trem volta a circular

O trem de passageiros da Estrada de Ferro Vitória a Minas da Vale voltou a circular nesta segunda-feira, 17, entre as estações de Pedro Nolasco, em Cariacica (ES), e Dois Irmãos, em Barão de Cocais. O trem teve as operações suspensas no dia 10 de janeiro deste ano por causa das fortes chuvas que atingiram os dois estados. Nesta fase da retomada, o trem não irá até a Estação de Belo Horizonte por motivo se segurança, informou a Vale. Por meio do Alô Ferrovia (0800-285-7000) a Vale informou que não será fornecido ônibus gratuito entre as estações de Belo Horizonte e Barão de Cocais. (Diário do Aço – Ipatinga)

Presos prestam serviços

Após as fortes e frequentes chuvas que atingiram Minas Gerais, municípios castigados pelos temporais começam a se reerguer e limpar as vias. É o caso de Ponte Nova e Rio Pardo de Minas, que têm contado com o apoio do Departamento Penitenciário de Minas Gerais (Depen-MG) nessa reconstrução. Presos que cumprem pena nas unidades prisionais dessas cidades receberam autorização judicial para sair dos presídios e trabalharem na recuperação das áreas afetadas. Em Rio Pardo de Minas, 10 detentos do presídio foram empenhados em uma força-tarefa para limpeza, recapeamento e manutenção de locais afetados pelas enxurradas no município. (Gazeta Norte Mineira – Montes Claros) 

UFU promove projeto

A equipe Enactus da Universidade Federal de Uberlândia (Enactus/UFU) está desenvolvendo dois projetos na cidade para promover o empreendedorismo social em comunidades locais. Uma das ações é a “Bread&bug” que consiste na criação de adubo orgânico com pequenos produtores agrícolas. O outro projeto se trata do “Aroeiras” que busca gerar renda e empoderar mulheres por meio da costura de resíduos têxteis, através da reutilização do que normalmente seriam descartados por indústrias e lojas. (Diário de Uberlândia)

Varginha exige teste de covid-19

A Prefeitura de Varginha publicou uma nova versão do “protocolos de evento”, editado pela Vigilância Sanitária da cidade. O município proíbe eventos com mais de 600 pessoas e exige teste de covid-19 para boates. A mudança na estratégia do Município é que a prefeitura parou de exigir o comprovante de vacina. Considerando o aumento dos casos positivos, a prefeitura implementou novas estratégias a fim de minimizar os riscos de transmissão da doença. Os protocolos têm validade de 14 dias e já estão em vigor. (Gazeta de Varginha)

Documentos perdidos

A unidade de ‘achados e perdidos’ dos Correios em Juiz de Fora, que atende também a municípios da região, recebeu, ao longo de 2021, 1.500 documentos. No estado, no mesmo período, foram registradas 12 mil, e no país, 94 mil. Fora do período pandêmico, a média de documentos entregues aos Correios em todo o país alcança 170 mil. Após o carnaval, conforme o gerente da unidade, o número de perdas chega a triplicar em relação à média. O serviço foi criado há mais de 30 anos com o objetivo de ajudar a população tanto a reduzir o tempo de uma possível espera por uma segunda via, quanto eliminando o custo para essa operação. (Tribuna de Minas – Juiz de Fora)

 

Sistema Fiemg capacita empregados

A capacitação dos empregados de diversas áreas técnicas do Sistema FIEMG para submissão dos pleitos das prefeituras no Sistema Integrado de Informações sobre Desastres (S2iD) foi realizada, de forma on-line, nesta sexta-feira, 14 de janeiro. Essa plataforma é destinada aos gestores municipais para a solicitação de recursos federais para reconstrução e reparação de cidades atingidas pelas chuvas.   De acordo com o secretário Nacional de Proteção e Defesa Civil, coronel Alexandre Lucas Alves, as pessoas capacitadas terão conhecimentos técnicos para apoiar os municípios no preenchimento do formulário e, assim, ter condições de acesso aos recursos previstos pelo governo federal. (Ascom Fiemg)