Já ouviu falar sobre pressão alta? Saiba como prevenir e controlar a hipertensão

A hipertensão apresenta elevada prevalência na população, sendo um importante fator de risco para o desenvolvimento de doenças vasculares

Já ouviu falar sobre pressão alta? Saiba como prevenir e controlar a hipertensão

A hipertensão, também conhecida como pressão alta, é o principal fator de risco para doenças cardiovasculares, que são a principal causa de morte.

No entanto, apesar da sua gravidade, a hipertensão apresenta elevada prevalência na população, sendo um importante fator de risco para o desenvolvimento de doenças vasculares (doença cerebrovascular, doença coronariana, insuficiência cardíaca ou renal), a maioria das pessoas com hipertensão não apresenta sintomas, por isso é conhecida como a "assassina silenciosa".

Essa matéria é uma oportunidade para enfatizar a necessidade de se trabalhar na prevenção e controle da hipertensão, com o objetivo de prevenir a morte por doenças relacionadas ao coração.

Devemos lembrar que o fisioterapeuta como agente de saúde pode ajudar tanto na prevenção da hipertensão arterial quanto na melhoria da qualidade de vida das pessoas que sofrem com a doença. Sim, a fisioterapia pode ajudar a reduzir altos níveis de estresse por meio de recomendações para atividades e comportamentos mais saudáveis, como:

  - Abandono do estilo de vida sedentário: É aconselhável praticar atividade física por menos de 30 minutos por dia.  Isso nos ajudará a manter um peso normal (reduzindo o aparecimento de obesidade, colesterol alto ou diabetes mellitus) e controlar melhor o estresse.  Além disso, devemos tentar introduzir mais viagens a pé ou de bicicleta, em curtas distâncias, evitando o transporte. 

  - Comer uma alimentação saudável e equilibrada: Devemos reduzir a ingestão de sal e gorduras (principalmente as saturadas), comer frutas, consumir vegetais, limitar o consumo de bebidas alcoólicas e açucaradas ou evitar o fumo.

Apenas algumas orientações simples como essas podem nos ajudar a evitar o aparecimento de possíveis problemas de saúde, como hipertensão, às vezes não é suficiente para mudar nossos hábitos e algumas pessoas precisam de medicamentos prescritos.  Recomenda-se ir a um especialista em cardiologia se você tiver alguma dúvida.  Embora os sintomas não se manifestem facilmente, problemas como dificuldades respiratórias, dor de cabeça persistente, sangramento, dor no peito, palpitações cardíacas ou hemorragias nasais constantes podem nos fazer suspeitar que algo não está funcionando bem em nosso corpo.