Lula afirma que Bolsonaro deve ser julgado em tribunal internacional e dispara: “Genocida”

Ex-presidente ainda mostrou grande motivação para ser candidato em 2022

Lula afirma que Bolsonaro deve ser julgado em tribunal internacional e dispara: “Genocida”
José Cruz/Agência Brasil

O ex-presidente Luis Inácio Lula da Silva (PT), em entrevista concedida ao jornal francês Libération, reiterou que Jair Bolsonaro (sem partido) deve ser julgado no Tribunal Penal Internacional pela conduta no Brasil ao longo da pandemia da Covid-19. “Muitas mortes poderiam ter sido evitadas”, falou o petista.

Lula mais uma vez classificou Bolsonaro como “genocida”, e reforçou a ideia de que com o atual presidente, o Brasil “se converteu em um pária internacional”. “Historicamente, a diplomacia brasileira sempre foi muito respeitada. Inclusive durante a ditadura militar onde as relações do Brasil com o mundo eram modernas e civilizadas. Bolsonaro jogou tudo isso fora. Só tinha olhos para (Donald) Trump e criticou a China, Rússia, Argentina, Bolivia e Chile”.

O petista ainda comentou que o "povo brasileiro se encarregará de acabar com esta era de incertezas para restaurar a plenitude democrática". "O Brasil precisa, mais do que nunca, de um partido como o PT e de alguém que tenha sensibilidade social e conheça a alma do povo", finalizou.

Sobre 2022, Lula se mostrou muito motivado em possivelmente reassumir a cadeira de presidente do Brasil. Ele revelou que está com "uma energia de um homem de 30 anos de idade" e pretende se candidatar pois "um líder político não aparece todos os dias".

Lula ainda lembrou que  objetivo de seu retorno à presidência seria para "colocar os pobres no orçamento e os ricos no imposto de renda". "Isso já nos permitiu ampliar o mercado consumidor e atrair investimentos estrangeiros", completou o ex-presidente.

O post Lula afirma que Bolsonaro deve ser julgado em tribunal internacional e dispara: “Genocida” apareceu em Metrópoles.