Maio Verde: consulta regular ao oftalmologista é determinante para diagnóstico precoce e controle do glaucoma

Coluna da Dra. Bruna Veloso Avelar Ribeiro - IOMG

Maio Verde: consulta regular ao oftalmologista é determinante para diagnóstico precoce e controle do glaucoma
HOSB Divulgação

No mês de maio, entidades da saúde e médicos oftalmologistas promovem ações para sensibilizar e conscientizar a população sobre a importância da prevenção e do combate ao glaucoma, uma das principais causas de cegueira não reversível no mundo. 

Segundo o Relatório Mundial sobre a Visão 2021 da Organização Mundial da Saúde (OMS), aproximadamente 64 milhões de pessoas em todo o mundo têm glaucoma, das quais 6,9 milhões têm dificuldade de visão moderada ou grave ou cegueira. Por aqui, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) estima que 600 mil brasileiros são cegos.

Considerada uma doença silenciosa, está associada a fatores como, história familiar de glaucoma, diabetes, miopia, envelhecimento, pressão alta nos olhos. O glaucoma caracteriza-se por uma lesão crônica no nervo óptico que leva à perda progressiva do campo visual até a perda total da visão em estágios mais avançados.

O avanço da medicina trouxe tratamentos inovadores, que variam entre colírios, laser e microcirurgias. Dependendo do tipo de glaucoma e estágio, existem técnicas de laser ou cirurgias minimamente invasivas para diminuir a pressão intraocular e reduzir a quantidade de colírios usados diariamente.