Novidades da Fiat Toro 2022: Aparência ou essência

A Fiat apresenta a linha 2022 da Toro com atualizações estéticas nas versões a diesel Ultra e Ranch e o propulsor 1.3 GSE turbo flex nas configurações Endurance, Freedom e Volcano

Novidades da Fiat Toro 2022: Aparência ou essência
Divulgação
Novidades da Fiat Toro 2022: Aparência ou essência
Novidades da Fiat Toro 2022: Aparência ou essência
Novidades da Fiat Toro 2022: Aparência ou essência
Novidades da Fiat Toro 2022: Aparência ou essência
Novidades da Fiat Toro 2022: Aparência ou essência
Novidades da Fiat Toro 2022: Aparência ou essência
Novidades da Fiat Toro 2022: Aparência ou essência
redutea
banner redutea
banner redutea


A Fiat Toro foi lançada em 2016 com a proposta de transformar o segmento de utilitários ao apresentar o conceito SUP (Sport Utility Pick-up) – uma picape com atributos de conforto e dirigibilidade de um utilitário esportivo. Produzida na cidade de Goiana, em Pernambuco, tornou-se um sucesso instantâneo de vendas e já foi a escolhida por quase 300 mil clientes brasileiros. Agora, passa pela mais importante evolução desde seu lançamento. As mudanças estéticas aparecem mais nas versões a diesel Ultra e Ranch, que receberam frentes novas, realçando a grade inédita e novos faróis de leds, além de um interior totalmente repaginado, no qual destaca-se a nova central multimídia. Nas configurações Endurance (de entrada), Freedom e Volcano, tanto nas versões flex quanto nas diesel, a evolução visual externa mais visível está nos faróis. Eles continuam divididos em duas partes, mas a superior agora é em leds e divide o trabalho entre luz diurna de condução e setas de direção – anteriormente, a seta era uma lâmpada halógena. Os faróis principais são em leds a partir da versão Freedom e estão um pouco mais finos. Na linha flex, há uma novidade oculta sob o capô: é o motor 1.3 GSE Turbo Flex T270 (em alusão ao empuxo em Nm), que estreou no Jeep Compass Série Especial 80 Anos e entrega até 185 cavalos de potência e o maior torque da categoria, com 27,5 kgfm (no Compass, o torque atinge 28 kgfm). Já as versões diesel preservam o motor turbo de 170 cavalos apresentado em 2016. A linha 2022 estará na rede de concessionárias a partir de 15 de maio.

As cinco versões da linha Toro movidas a diesel permanecem as mesmas do modelo anterior. Além dos faróis, as três mais baratas tiveram discretíssimas mudanças no visual – novos frisos na grade e o logo da marca centralizado, para-choque redesenhado e molduras retangulares nos faróis de neblina. A básica Endurance Turbo Diesel AT9 4x4 parte de R$ 152.990, a intermediária Freedom Turbo Diesel AT9 4x4 inicia nos R$ 164.390 e a Volcano Turbo Diesel AT9 4x4 começa em R$ 177.690. O “powertrain” mantém o motor turbodiesel de 170 cavalos, câmbio automático de 9 marchas, tração integral com seletor e controle eletrônico de descida. Com o mesmo motor e câmbio, as versões “agraciadas” com a nova frente foram as “top” Ranch e Ultra Turbo Diesel AT9 4x4 – R$ 185.490 e R$ 187.490, respectivamente. Nelas, a Toro traz um novo desenho na dianteira, incluindo o Logo Script e a Fiat Flag (bandeira italiana estilizada), capô mais encorpado, grade proeminente, novas rodas e “bulbar” integrado ao para-choque. Ambas trazem de série uma nova central multimídia de 10,1 polegadas, nova grade frontal (a borda da grade é cromada na Ranch e preta na Ultra), sistema avançado de assistência ao condutor, frenagem autônoma de emergência, aviso de mudança de faixa e comutação automática dos faróis, cargo bag (separação na caçamba), nova moldura lateral da caixa de roda, santantônio integrado, estribo preto, para-barro, rodas de liga leve de 17 polegadas mais pneus AT plus com escrita branca, novos assentos de couro sintético (na Ranch, são em marrom, enquanto a Ultra adota o cinza), badge externo (portas dianteiras), badge interno, acabamentos interiores e exteriores escurecidos e logotipo “Fiat”, maçaneta da porta na cor externa, bordado nas costas dos bancos dianteiros, novo cluster específico (Welcome Movement) e tapetes de carpete com bordados. Na Ultra, lançada em novembro de 2019, o grande diferencial continua a ser a cobertura rígida na caçamba. Já na Ranch, os estribos cromados reforçam o estilo rural.

CONFIRA NO BALCÃO: Ford traz para o Brasil o Mustang Mach 1, com seu exuberante motor V8 de 483 cavalos

As quatro configurações flex da Toro 2022 também são as mesmas do modelo anterior, todas com tração dianteira. As sutis mudanças estéticas são as mesmas das configurações a diesel mais básicas – faróis com luz diurna em leds, frisos na grade, para-choque reestilizado e novas molduras dos faróis de neblina. A versão de entrada Endurance 1.8 Flex AT6 – que parte de R$ 114.590 – é a única que preserva o veterano motor 1.8 Flex. A partir da Endurance Turbo Flex T270 AT6 – que começa em R$ 119.590 – é que aparece a grande novidade mecânica da linha 2022 da Toro: o novo motor 1.3 Turbo T270 de 185 cavalos (com etanol). Acima dela está a Freedom Turbo T270 Flex AT6 – oferecida por R$ 131.890. E a versão “top” da Toro com motor bicombustível é a Volcano Turbo Flex T270 AT6, que custa a partir de R$ 144.990. A Volcano é a única versão flex que pode receber opcionalmente a nova central multimídia de 10,1 polegadas.

“Tops” com privilégios

Todas as versões da Toro 2022 trazem de série o Cluster Full Digital com tela de 7 polegadas, com os indicadores de temperatura e nível de combustível em leds. O interior foi revisado para ganhar mais porta-objetos, inclusive no console central. Nas renovadas versões Ultra e Ranch, a “vedete” interna é a nova central multimídia de 10,1 polegadas posicionada na vertical (que é opcional na versão Volcano). As versões diesel “top” receberam ainda mais itens de tecnologia, incluindo o sistema de assistência ao condutor com frenagem autônoma de emergência, aviso de mudança de faixa e comutação automática dos faróis. O carregador de smartphone sem fio vem de série na Ultra e na Ranch.

NÃO PERCA OPORTUNIDADE: Os melhores preços de carros estão no Jornal Balcão!

As Toro Ultra e Ranch oferecem ainda uma plataforma completa de serviços conectados. De forma remota e com toda a conveniência, o usuário passa a contar, na palma da mão com seu celular, por exemplo, com serviços de manutenção, segurança e emergência, navegação, assistência virtual e entretenimento no veículo com Wi-Fi, em uma experiência totalmente imersiva para o cliente. Tudo isso viabilizado pela parceria com a TIM Brasil, com o fornecimento de eSIM, chip virtual para acesso à internet, habilitando a navegação e a experiência do usuário dentro do veículo.

Sem desperdiçar força

A linha Toro 2022 estreia o motor turbo flex mais potente e de maior torque produzido no Brasil. O Turbo T270 (o “T” é da colocação transversal) gera 185 cavalos de potência com etanol a 5.750 rotações por minuto e torque de 27,5 kgfm a 1.750 rpm. Ele é associado ao câmbio automático de 6 marchas. Segundo a Fiat, o motor Turbo T270 produzido no Polo Automotivo de Betim (MG) é resultado da grande evolução no “downsizing” em propulsores, com menor cilindrada e elevados desempenho e potência. A versão mais bem equipada com o novo motor bicombustível é a Volcano, mas ele também é disponibilizado na intermediária Freedom e na básica Endurance.

O Turbo T270 é equipado com a tecnologia MultiAir III da Stellantis, já presente em outros propulsores. O sistema eletro-hidráulico permite o controle totalmente flexível da duração e da elevação das válvulas de admissão e controle de carga do motor sem gerar perdas de bombeamento e contribuindo para reduzir o consumo de combustível em operações de baixa e média cargas. O novo perfil com pré-levantamento permite a abertura das válvulas de aspiração durante a fase de escapamento, visando à atuação do EGR (Exhaust Gas Recirculation ou Recirculação de Gases de Escape) interno, com redução dos óxidos de nitrogênio e aumento da eficiência do motor na carga parcial. O turbo de baixa inércia proporciona volume de ar reduzido entre o compressor e o coletor de admissão para oferecer uma resposta mais rápida.

Ficha Técnica

Fiat Toro Volcano Turbo Flex T270 AT6

Motor: transversal dianteiro, 1.3 turbo, quatro em linha

Potência: 180 cavalos (gasolina), 185 cavalos (etanol) a 5.750 rpm

Torque: 27,5 kgfm a 1.750 rpm

Combustível: gasolina e etanol

Transmissão: automática de 6 marchas à frente e uma à ré

Velocidade máxima: 195,5 km/h (gasolina), 197,5 km/h (etanol)

Aceleração de zero a 100 km/h: 11,2 segundos (gasolina), 11 segundos (etanol)

Consumo: urbano 9,4 km/l (gasolina), 6,5 km/l (etanol), estrada 10,8 km/l (gasolina), 8 km/l (etanol)

Tração: dianteira

Freio: ABS e ESC, dianteiro a disco ventilado, traseiro a tambor

Suspensão: dianteira tipo MacPherson com rodas independentes, braços oscilantes inferiores com geometria triangular e barra estabilizadora, traseira tipo multilink com rodas independentes, links transversais e longitudinais e barra estabilizadora

Direção: elétrica com pinhão e cremalheira

Rodas: liga de alumínio 18 polegadas

Pneus: 225/60 R18

Peso: 1.705 quilos

Capacidade de carga: uma tonelada

Dimensões: comprimento de 4,94 metros, largura de 1,84 metro, altura de 1,73 metro, entre-eixos de 2,99 metros

Altura livre do solo entre os eixos: 25,9 centímetros

Ângulo de entrada: 25,7 graus

Ângulo de saída: 28,4 graus

Tanque de combustível: 55 litros

por Daniel Dias - AutoMotrix.

VEJA TAMBÉM

Honda trará para o mercado brasileiro o Accord híbrido

Sucesso na caçamba: Fiat Strada tornou-se o carro mais vendido do Brasil em 2021

Série limitada Midnight do Chevrolet Onix Plus investe na estética

Saiba qual é o alvo prioritário no segmento do SUVs médios

Novo Toyota Corolla Cross é um carro estudado em detalhes para ser um sucesso

Versão GTS reforça a imagem de esportividade do sedã compacto Volkswagen Virtus, mas preço se aproxima do médio Jetta

Segunda geração do Mercedes-Benz GLA chega da Alemanha na versão AMG Line

A nova MXF 250 TS traz novidades na linha 2021