O Estado é laico. Eu não

José Francisco Resende mostra: 'Religião não se discute. Se Pratica'

O Estado é laico. Eu não

Alô a todos.

Primeiro vamos estabelecer os parâmetros. O que é LAICO?

Existem duas visões distintas para esta expressão: Laico – Segundo a norma culta é que ou aquele que não pertence ao clero nem a uma ordem religiosa; leigo. É uma visão, digamos mais “tolerante” com as diversas nuances das religiões. Laico – ainda sob a égide da língua portuguesa pode ser visto como “que ou aquele que É HOSTIL à influência, ao controle da Igreja e do clero sobre a vida intelectual e moral, sobre as instituições e os serviços públicos. Então, seria a política HOSTIL à influência e sobre as instituições? Não creio.

Eu sou ESPÍRITA KARDECISTA. Pode torcer o nariz, mas creio no Espiritismo não como simplesmente uma religião. Antes de tudo o Espiritismo é, na sua essência uma doutrina que procura respostas, sobretudo na junção da RELIGIÃO, CIÊNCIA E FILOSOFIA. Em uma expressão popular é uma doutrina que prega a FÉ RACIOCINADA. Um pensamento, dentro dos nossos limites para tudo o que nos é apresentado. Tenho muito orgulho de ter sido Presidente do Centro Espírita MARIA FRANCISCA DA ROCHA. Uma das inúmeras comunidades espíritas de Belo Horizonte, de Minas, do Brasil e do Mundo. As perguntas que recebo são inúmeras: Ah! Você é daqueles que batem tambor, dançam, e recebem espíritos se contorcendo? Não. Ser espírita é antes de tudo ser respeitoso com todas as religiões, até porque elas são objeto de todos os nossos estudos. O ESPÍRITA é antes de tudo um Cristão. Sim, acreditamos na Palavra de Cristo, ESTUDAMOS a Palavra de Cristo, que inclusive é um dos livros que compõem a base da Doutrina: “O evangelho segundo o espiritismo”. Porque é preciso trazer as verdades pregadas por Cristo com a junção de Ciência e da Filosofia. Assim como todas as outras religiões (Judaísmo, Umbanda (e todas as religiões africanas) Islamismo, Budismo – Hinduísmo – Catolicismo – Evangelistas de todas as nomenclaturas – Testemunhas de Jeová – Protestantes – Luteranos ou não – e as milhares de religiões que pregam sempre FÉ e CARIDADE.

Estes sim, são a pedra fundamental de qualquer um que acredite em um ser superior. FÉ e CARIDADE são os pilares de todas elas, inclusive o Espiritismo.

Ou alguém aí sabe de QUALQUER COISA sobre Chico Xavier que não seja uma bondade incondicional com todos os humanos?

Claro. Em todas as crenças, em todos os credos, existem os “picaretas” e o espiritismo não foge à regra. Temos aqueles que se aproveitam dos seus dons, das suas habilidades para ser um João de “Deus”, que de Deus só tem a existência, mais nada, como o catolicismo tem padres que são pedófilos...

O que importa amigos, não é a “fé cega”. Exercer essa fé, como diria Milton Nascimento é o mesmo que uma “faca amolada”. É preciso entender o que se apresenta nas crenças diversas. Não nos cumpre julgar. Você é ateu? Não acredita em Deus? Eu te respeito apesar de não concordar com a sua visão. O que não se pode é desrespeitar, odiar, e duvidar pela dúvida.

Um dia perguntaram como eu acreditava que há vida após a morte se ninguém voltou para me contar? Eu vejo o autor dessa pergunta como aquele feto gêmeo que “dialogava” com seu irmão no ventre da mãe: - Ao ver aquela luz no fim do túnel no momento do parto disse: Será que existe vida lá fora? E o outro responde: “Não sei. Ninguém voltou para contar. Essa frase não te parece conhecida? Religião – uma palavra que existe em português desde o século 13, pode ser derivada do latim Relegere (que é quase como reler, rever) ou Religari religar, atar, apertar, ligar bem. Seja qual for a derivação o importante é que das duas formas a palavra nos remete a estar próximo, rever nossos conceitos ou religar-nos àquilo que realmente importa: Amar ao próximo como a ti mesmo e a Deus sobre todas as coisas.

Você pode não concordar com uma só palavra do que aqui é dito. Só peço que RESPEITE a minha doutrina ou a religião de qualquer outro ser humano.

Ou você pode correr o risco de ser um “fanático raivoso” e isso não condiz com a bondade que o Deus te todos nós, pregou.

Pode também ser como aqueles ativistas que tentam fazer Jesus Gay ou arrastado pelas ruas como um pedaço de carne. Aí você corre outro risco. De alguém te chamar de IMBECIL.

 

 

 

Até Sexta-Feira que vem