Ômicron: Japão se fecha a estrangeiros e Austrália adia reabertura

Japão começa a adotar medidas contra a nova variante do coronavírus, causador da Covid-19, a partir desta terça-feira (30/11)

Ômicron: Japão se fecha a estrangeiros e Austrália adia reabertura

O primeiro-ministro do Japão, Fumio Kishida, anunciou que o país vai proibir a visitação de estrangeiros a partir de terça-feira (30/11), na tentativa de conter a disseminação da nova variante do coronavírus, a Ômicron.

No início do mês, o governo japonês suspendeu a proibição de entrada para estudantes e viajantes a negócios, mas retomou a decisão na esperança de prevenir uma nova onda de infecções da Covid-19. Kishida afirmou que estão lidando com a ameaça da variante “com um forte sentimento de crise”.

Os cidadãos japoneses retornando de países onde a infecção foi detectada serão submetidos a um período de quarentena em instalações específicas, dependendo do caso. A medida será mantida até que novas informações sobre a Ômicron sejam divulgadas.

Com o mesmo objetivo, o primeiro-ministro da Austrália, Scott Morrison, suspendeu a reabertura de suas fronteiras para determinados estudantes e trabalhadores. O país detectou três casos da variante até o momento. “Esta suspensão temporária vai garantir que a Austrália consiga as informações necessárias para compreender melhor a variante ômicron“, afirmou Morrison.

Todos os países do continente já registraram casos da variante que, apesar de não ter registrado nenhuma morte, preocupa os especialistas pela sua quantidade de mutações e mudanças na proteína Spike, o que potencialmente faz o vírus imune às vacinas.

Fonte: Metrópoles.