PBH anuncia retorno de torcedores aos estádios da cidade

Comunicado foi feito na tarde desta terça-feira.

PBH anuncia retorno de torcedores aos estádios da cidade
Divulgação PBH


A Prefeitura de Belo Horizonte anunciou hoje, 27, que será liberado o retorno do público em jogos de futebol na cidade. De acordo com o secretário de saúde da cidade, Jackson Machado Pinto, serão permitidos 30% da capacidade dos estádios neste primeiro momento. A autorização terá regras rígidas como:

- Torcedores com teste rápido ou PCR negativo feito com, no máximo, 72 horas de antecedência.

- O uso de máscara será obrigatório, com necessidade de distanciamento de um assento frontal e um lateral.

- Grávidas não poderão comparecer aos jogos.

- Não haverá transporte público para os estádios.

- Proibida a venda de bebidas alcoólicas.

- Não haverá aglomerações no entorno do estádio. 

“É extremamente recomendável que os clubes façam com que seus torcedores cheguem e entrem cedo no estádio, para não ficarem aglomerados lá fora. O torcedor que comprar ingresso vai ter que levar o ingresso e o resultado negativo do exame. Gostaria de lembrar que a falsificação de resultado de exames é crime e será contemplada como tal” afirmou o secretário.

O retorno dos torcedores deverá acontecer em jogos organizados pela Conmebol, como a Copa Libertadores. A CBF ainda não liberou a presença de público em partidas organizadas pela entidade. Sendo assim, o duelo entre Atlético x River Plate, se confirmado em BH no dia 18 de agosto, deverá marcar o reencontro entre o Galo e seus adeptos, em torno de 18 mil pessoas.

LEIA TAMBÉM:

Entendendo os saltos de desenvolvimento

Como fazer a leitura de rótulos de alimentos e a importância disto para uma alimentação saudável

Saiba as indicações de uso das lentes gelatinosas multifocais, uma alternativa segura e confortável

Coluna Squadra Celeste: Pede pra sair

Que o Lúpulo lhe conserve

Datena. Uma vergonha para todos nós

Quatro dicas infalíveis para melhorar a postura na hora de estudar

Coluna Alma Alvinegra: O atleticano em êxtase

Quando o combate à corrupção já não importa