Reino Unido libera viagens de brasileiros vacinados

A medida vale a partir de 11 de outubro. A Coronavac, pelo menos por enquanto, não será aceita, valendo neste caso a mesma regra dos não vacinados, com quarentena de 10 dias.

Reino Unido libera viagens de brasileiros vacinados

O governo do Reino Unido anunciou hoje que vai liberar a entrada de brasileiros completamente imunizados a partir de 11 de outubro, ao retirar o Brasil da lista vermelha de países e reconhecer nosso programa de vacinação. Com a medida, turistas que tenham tomado as duas doses de AstraZeneca ou Pfizer, ou a dose única da Janssen há mais de 14 dias poderão utilizar o certificado de vacinação para entrar no país sem precisar de quarentena.

A Coronavac, pelo menos por enquanto, não será aceita, valendo neste caso a mesma regra dos não vacinados, com quarentena de 10 dias. Apesar da vacina ter sido aprovada pela Organização Mundial da Saúde (OMS), ela ainda não recebeu o aval do governo britânico.

Além do certificado de vacinação, os viajantes vão precisar preencher um formulário antes do embarque e agendar um teste RT-PCR que deverá ser realizado dois dias após a chegada. O custo do teste ficará a cargo do viajante. Crianças com menos de cinco anos estão dispensadas do exame. O governo prometeu aceitar também os testes de antígeno, que são mais rápidos e baratos, mas ainda não definiu uma data para isso.

Uma peculiaridade do Reino Unido é que o governo lista tanto os países, como as vacinas que são aceitas. Dessa forma, caso alguém tenha sido vacinado em um país que não está na lista ou com uma vacina que não está listada (como é o caso da Coronavac), ele deverá seguir as regras para pessoas que não se qualificam como totalmente vacinadas.

Sete países permaneceram na lista vermelha do governo britânico: Colômbia, Equador, Haiti, Panamá, Peru, República Dominicana e Venezuela.

Por fim, o governo brasileiro retirou ontem a exigência de quarentena de passageiros vindos do Reino Unido, África do Sul e da Índia, bem como passou a permitir que viajantes internacionais possam apresentar o teste de antígeno no retorno ao brasil. Eles são mais baratos e rápidos do que o RT-PCR.

“God save The Queen!” Alguém aí estava planejando viajar para Londres ou outros destinos do Reino Unido?

Por Melhores Destinos