Solução para pedófilos

Coluna Confusão - José Francisco Resende

Solução para pedófilos
Reprodução Internet

Alô a todos.

Nos últimos tempos, muito se tem acompanhado na imprensa, adultos que abusam de crianças, muitas vezes parentes próximos que sofrem por anos os atos desses criminosos covardes sem nenhum tipo de escrúpulo quanto aos seus estímulos sexuais. Dos crimes quanto à integridade física, parece-me um dos piores porque submete a vítima a tortura que muitas vezes não se limita ao ato em si, mas os acompanham para o resto de suas vidas com traumas, muitas vezes incuráveis emocionalmente e as sequelas são incalculáveis, tanto para a vida social, quanto para o convívio consigo mesmo.

O que nos deixa com a sensação de justiça, é que quando são presos e levados a uma penitenciária, recebem o mesmo tratamento que dão às suas vítimas, currados, estuprados e violentados. Mas essa sensação nada mais é do que um sentimento de vingança e não à justiça que esses animais merecem.

Contrariando nossas expectativas, os “doutores da defesa” alegam que seus clientes são “apenas” doentes mentais e que muitas vezes são produtos de abusos infantis que sofreram na infância. Ora, contra esses argumentos, resta-nos saber se todos que já tiveram membros da família assassinados ou roubados são um bom exemplo de “bons ladrões” e “bons assassinos” que justificam seus atos por traumas que dizem ter tido quando eram crianças. Se o remédio para eles é a simples vingança, melhor seria coloca-los em uma cela e contar aos outros detentos PORQUE eles estão ali.

Alguns defendem a castração pura e simples, com a secção dos seus órgãos genitais, o que constituem em apenas um ato de barbárie, como os praticados na idade média, onde os homens eram pendurados pelo pênis até a morte, o que seria um bom castigo, mas não um exemplo para futuras gerações.

Outros já argumentam sobre a castração química, mas com o uso de medicamentos hormonais, não ocorre a remoção dos testículos e o homem continua fértil, e por ter oscilações na dosagem dos hormônios ele passa a ter dificuldade para ter e manter as ereções e há redução daquele estímulo interno que funciona como fonte de fantasias. O caso é mais complexo. Tiram-se deles APENAS o aspecto físico da dificuldade de ereção e de manutenção desse mecanismo, mas não o desejo satânico do ato.

Pensemos como jovens: - Se você é abusado sexualmente por alguém, as marcas psicológicas do que fica impregnado na sua mente são eternas.

Se você pensar como pai, a palavra VINGANÇA jamais te abandonará e há que haver quase uma santidade de espírito para empreender o perdão. A cada vez que ver o rosto do estuprador, sua foto, ou qualquer coisa que o faça lembrar do gesto, o ódio tomará com toda certeza, conta do seu ser.

Não faço a apologia da violência, mas se acontecesse isso com um filho ou uma filha minha eu pagaria um advogado para tirar o abusador da cadeia. E preferiria fazer eu mesmo uma bem elaborada pena, travestindo-me de Superior Tribunal Federal para aplicá-la.

O mais sensato seria a junção de vários fatores: Fazer a castração química, com remoção testicular e deixá-lo em uma cela comum, tratando de espalhar a notícia dentro do ambiente carcerário.

E rezar para que Deus me perdoasse entendendo a dor de um pai. Como a nossa coluna tem o propósito de fazer você pensar, convoco todos para simular a dor de um pai que teve seu filho, sua filha, seus netos como vítimas de um dos crimes mais atrozes do universo. Pense bem. Porque pimenta nos olhos dos outros é Ki-Suco.

Até a próxima semana.

As opiniões contidas nesta coluna não refletem necessariamente a opinião do portal Balcão News.

Qual é a sua reação ao ler esse conteúdo?

like
9
dislike
0
love
4
funny
0
angry
3
sad
0
wow
4
José Francisco Resende - Advogado, Mestre e Doutor em Comunicação Social. Foi superintendente da Lar Imóveis, pós graduando em pericia criminal e investigação forense, foi coordenador de Marketing da Federação do Comércio, Bens e Serviços – Fecomércio MG, coordenador nacional de marketing da Pharlab – Indústria Farmacêutica e CEO da Multicom do Brasil, empresa de Comunicação de âmbito nacional. Foi consultor do Grupo Balcão e especialista de comunicação. Palestrante do SEBRAE MG. Leia sua coluna toda sexta-feira no Balcão News!