Todos em suas redes sociais são pessoas de sucesso?

Proseando com Ricardo Souza

Todos em suas redes sociais são pessoas de sucesso?

As redes sociais são um fenômeno recente se pensarmos que a primeira teve início em 1995 com a Classmates que conectava estudantes dos Estados Unidos. Agora, são as principais mídias superando em audiências e volumes de propaganda, as redes de televisão aberta. E todos podem ser vistos por suas audiências e, como nos programas de TV, já existem centenas de milhares de novos “astros” com legiões de seguidores em canais de Youtube, Facebook, Instagram, Linkedin, TikTok, Tumblr, Snapshot, OnlyFans, dentre tantas outras que permitem a todos, mostrarem seu “sucesso” . Fotos escolhidas a dedo, pratos de comida incrivelmente arrumados, jardins paradisíacos, praias incríveis, e felicidade. Muita demonstração de felicidade e de sucesso. Mas, será que isso não acaba provocando uma sensação de fracasso em quem não vive essa vida que aparece nas redes sociais? E, será que essas vidas são verdadeiras? Precisamos nos blindar dessas demonstrações e lembrarmos sempre que as redes sociais estão, a todo momento, nos levando a uma sensação de fracasso para que os anunciantes “vendam” suas milagrosas fórmulas do sucesso rápido. E você se sente compelido a “comprar” essas fórmulas e métodos em busca de um formato de sucesso que não se encaixa com sua vida, seu propósito, sua missão e seu talento. Claro que as redes sociais são uma excelente, e por que não dizer, imprescindível ferramenta hoje para conseguirmos um bom e rápido desenvolvimento profissional e financeiro. Mas, para usar essa ferramenta, é necessário ter um mínimo de compreensão de como tirar proveito e criar uma audiência interessada naquilo que você tem a dizer. Procure ser seguido por pessoas que queriam obter de você, verdades e informações relevantes. Agindo dessa maneira, você será admirado por sua autenticidade e não por suas imagens de anúncio de margarina. Se um dia você usar as redes sociais para alguma atividade comercial ou profissional, já terá construído um alicerce de autoridade e confiabilidade com seu público. Portanto, procure não replicar aquilo que a grande maioria faz em suas redes sociais. Mesmo sendo algo muitas vezes divertido, pense que um dia você poderá necessitar de uma radical mudança em seus perfis sociais e levará muito tempo para conquistar a confiança de seu público. Temos que nos preocupar com a chamada “ilusão do eu posso tudo” que as informações falsas das chamadas “vidas plenas” nos são apresentadas todos os dias. Tentamos jogar as nossas energias em estereótipos que não são compatíveis com nossas vidas, nossas realidades nem tampouco com nossos objetivos. Essas ilusões quase sempre nos tiram do foco para irmos em busca de algo que nunca iremos alcançar pois não nos pertence. E isso pode ser devastador. Uma verdadeira “pá de cal” sobre nosso desejo de alcançar o sucesso, seja lá o que isso queira dizer para cada um de nós.

Até a próxima!