Um Galo encardido no caminho dos adversários

Um Galo encardido no caminho dos adversários
Pedro Souza / Atlético


E o Galo continua trilhando o caminho das vitórias. No Brasileirão já chegamos à liderança, agora buscamos o caminho na Libertadores. E que time cascudo o Galo tem se mostrado...

O alvinegro demonstrou, em jogo muito difícil contra o Juventude, um enorme poder de superação e persistência. O futebol fraco e burocrático no primeiro tempo tem sido uma constância do time esse ano, o que tem preocupado em alguns momentos. E não foi diferente no confronto contra os gaúchos. Em contrapartida temos observado a capacidade de controle e ajuste do técnico Cuca, que tem conseguido transformar a equipe na segunda etapa. A vitória alvinegra domingo foi de extrema importância, não só pela forma como foi conquistada, mas também elevando a moral para a batalha pela libertadores contra o River. E que vitória conquistada na Argentina. Seguindo o roteiro, com um primeiro tempo ruim e de domínio adversário, a equipe novamente reagiu no segundo tempo, conseguindo um resultado fantástico no Monumental de Nuñes. Falar em destaque de Hulk virou chover no molhado, mas sempre é importante ressaltar a sua importância no momento atleticano. Outros jogadores do Galo merecem destaque, como Nathan e Allan. O que tem jogado o volante atleticano, que quase marca um gol antológico na partida de ontem, é de encher os olhos. O zagueirão Nathan também tem jogado demais, dando muita consistência a um sistema defensivo que tem sido um dos destaques da equipe. Vitória maiúscula e importante, mas que requer atenção para não gerar um relaxamento perigoso. Mas voltar da Argentina, após enfrentar o River de Gallardo, trazendo uma vitória empolga ainda mais a torcida alvinegra, que vive um momento de êxtase.

Euforia esta incendiada com a iminente chegada de Diego Costa, que vem abrilhantar ainda mais o fortíssimo elenco atleticano. E olha, esse tem a cara do Galo. Tomara que venha para reviver seus fantásticos momentos no Atlético de Madri e Chelsea. Agora é virar a chave e focar no Palmeiras na batalha pela liderança do brasileirão. Foco e fé, que esse ano vem coisa muito boa por aí. VAMOS PARA CIMA, GALÃO!

LEIA TAMBÉM:

O papel das forças armadas numa democracia representativa

A leitura e seus benefícios para o desenvolvimento infantil

Efeitos da Covid-19 na relação entre clube, torcida e dinheiro

Coluna Squadra Celeste: O prelúdio da esperança

Comprei um produto pela internet e desisti. Quem paga o frete de retorno?

Westvleteren – A Pérola Trapista Virou Presente de Aniversário