Um pontinho amarelo no céu

Nova companhia aérea brasileira: Ita Transportes Aéreos.

Um pontinho amarelo no céu
Divulgação/Grupo Itapemirim

Sem dúvida alguma quem costuma viajar pelas estradas do Brasil já teve o seu caminho cruzado por um ônibus amarelo ouro da viação Itapemirim. Uma das maiores frotas de transporte rodoviário do país, a Itapemirim foi fundada em 1953, no Espírito Santo, com a linha Castelo – Cachoeiro do Itapemirim. Sessenta e sete anos depois, a tradicional empresa que conta com veículos no estilo Convencional, Executivo, Semi-Leito e Leito, se prepara para “ganhar asas” e literalmente alçar voos bem maiores.

Antes da pandemia mundial do Coronavírus, em meados de fevereiro deste ano, surgiu à ideia da criação de uma nova companhia aérea no Brasil, e mesmo na contramão da crise da aviação mundial, o Grupo Itapemirim, presidido pelo empresário Sidnei Paiva, garante que o projeto não ficará só no papel e a operação deve ser iniciada em março de 2021, com uma frota de dez aeronaves previstas para a primeira fase, sendo que três aviões Airbus A320 deverão chegar até o fim do ano, segundo Rodrigo Vilaca, CEO do Grupo.

Na última sexta-feira (9), foi iniciado um processo de recrutamento para a nova companhia de aviação, que terá o nome de Ita Transportes Aéreos. A empresa deverá contratar em torno de 600 profissionais de diversas áreas como pilotos, copilotos e comissários de bordo. De acordo com Vilaça, se tudo correr como o esperado, após três anos de operação o Grupo Itapemirim planeja ter quase 60 aeronaves.  A proposta é oferecer um serviço premium, com serviço de bordo diferenciado e classe executiva nos voos domésticos. Além de assentos mais espaçosos também na classe econômica, acima da média das companhias aéreas que operam no Brasil.

Para saber mais sobre o processo seletivo e acompanhar o desenvolvimento do projeto, acesse o novo site do Grupo Itapemirim exclusivo para informações sobre a Ita Transportes Aéreos: www.voeita.com.br