Uma luz no fim do túnel?

Uma luz no fim do túnel?
redutea
banner redutea
banner redutea

Olá nação azul,

Gostaria hoje de falar sobre vários aspectos que aconteceram durante a semana, que levaram o cruzeirense a acreditar no título desta coluna.

É fato incontestável que desde 2019 o Cruzeirense vem pagando todos os seus pecados e sofrendo o que jamais havia sofrido em sua rica e centenária história. Porém, ao que parece as coisas deram uma leve melhorada para o nosso lado tanto dentro quanto fora de campo. 

A primeira boa nova é que alguns empresários cruzeirenses demonstraram uma manifestação de interesse em ajudar o clube. A ideia que é encabeçada por Aquiles Diniz, um dos fundadores do Banco Inter, é fazer um fundo inicial de investimentos para o clube no valor de R$ 500 milhões. O presidente Sérgio Santos Rodrigues, bastante pressionado, ao que tudo indica não fará oposição ao movimento e deverá se sentar com Aquiles na próxima segunda-feira (21).

A outra notícia que agradou a China azul é que dentro de campo parece que as coisas também ganharam um novo rumo. A vitória contra o fraco time da Ponte Preta escancarou o quanto as táticas adotadas por Felipe Conceição eram fajutas. Mozart chegou e apenas escalou os jogadores em suas respectivas posições, coisa que o antecessor não vinha fazendo e nomes como Matheus Barbosa e Marcinho já demonstraram uma evolução considerável. 

Eu como bom cruzeirense que sou continuo cético e aguardando as próximas movimentações, mas já consigo sim enxergar uma luz no fim do túnel. E você, também consegue?

LEIA TAMBÉM:

A Taça das Taças: Conheça a Teku, Xodó do Cervejeiros

A evolução do 'Cucabol'

O segredo para evitar quedas na melhor idade

Quem são os genocidas?

Não é só o prefeito quem deve decidir onde investir em BH!

Alimentação pós-Covid-19

A Política do Fim dos Tempos

Paternidade consciente, uma nova mentalidade