Vem Verão – Dicas de estilos para curtir seu país tropical

Aproveite as dicas do beer sommelier Flávio Vouguinha em sua coluna Mais um Lúpulo

Vem Verão – Dicas de estilos para curtir seu país tropical

Sextou Lupuladas e Lupulados! Apesar de estarmos quase todos mofados de tanta chuva na região aqui de Beagá e apesar de não parecer, estamos no verão! Enquanto esperamos o calor de fato chegar, é bom já saber e irmos preparando com qual será cerveja que vamos curtir a estação preferida do brasileiro. Pode ser na beira da piscina, num churrasco do final de semana ou até mesmo numa viagem para a praia. Felizmente, foi-se o tempo que a única opção era a tradicional pilsen!

Os tradicionais dias de verão pedem uma cerveja mais leve e refrescante. Logo, aquelas que possuem porcentual mais baixo de ABV (álcool por volume) acabam facilitando seu consumo. Ninguém quer sentir empanzinado e perder o rolê, certo? Boas opções são cervejas que trazem notas de frutas cítricas ou coentro. Isso quer dizer que tudo que traga frescor ao paladar será muito bem-vindo. E hoje no Brasil temos mais de 2000 rótulos de cerveja em circulação, dos estilos mais diferentes e de diversas nacionalidades. Ou seja, opção é o que não falta para matar a sede do verão.

E a primeira dica é uma das minhas prediletas: Session IPA. Costumo dizer que essa é uma excelente opção de transição para quem tem resistência a se aventurar em cervejas de sabor mais marcante. Uma cerveja mais seca, de corpo leve e com amargor muito bem definido, é uma opção normalmente mais leve em álcool, mas de sabor presente e marcante. 

Uma opção de custo acessível e que destaca pra mim no mercado é a Session Citra da Wals (@walscervejas), que acabou inclusive de lançar a sua versão long neck (clique e veja). Outra opção, mas mais elaborada (leia-se cara), é Clockwork Tangerine da Brewdog (@brewdogofficial), uma cerveja com leveza e complexidade, num equilíbrio perfeito!

Um outro estilo que se encaixa super bem com o verão, muito pelas suas notas carregadas de frutas, são as cervejas do estilo Witbier (relembre em nosso coluna), que em holandês significa “cerveja branca”, característica recebida graças ao trigo e aveia usados em sua produção junto com a cevada. Também conhecida no mercado como Belgian White, sua receita tradicional leva normalmente semente de coentro e cascas de laranja, que confere a cerveja leveza necessária para a época e um sabor cítrico e refrescante. 

As opções mais fáceis de encontrar hoje no mercado são as conhecidas Horgarden (@hoegaardenbrasil) e Blue Moon (@bluemoon.br), que travam um capítulo à parte da batalha Ambev x Heineken no Brasil. Ambos possuem as versões em lata e long neck. Uma outra opção para quem quiser um rotulo mais premium é a Vedett Extra White (@vedett_brasil).

Por fim, uma opção ainda diferente para o mercado, mas que pode te surpreender no verão são as Fruit Beer. Como o próprio nome do estilo diz, elas são cervejas com adição de frutas. Normalmente sua receita parte de um estilo base em que são acrescentadas frutas, para incrementar o aroma e sabor, com o objetivo de um resultado diferente do original. São encontradas com os mais variados tipos de frutas. Elas chegaram devargazinho no mercado brasileiro, mas vem conquistando cada vez mais espaço.

Um rotulo fácil de encontrar e que pode ser a porta de entrada desse estilo é a Berliner da Wals, bem refrescante e que apresenta leve acidez. Possui uma receita ousada, que leva frutas vermelhas e hibisco, além do aroma de morango. E uma grata surpresa que tive nesse final de ano foi conhecer a Timboo Goiabinha, pelo meu amigo juiz-forano Rica Bedinelli, que trouxe para Beagá no Natal de nossa família. 

Produzida pela Cervejaria Timboo (@cervejatimboo), localizada em Juiz de Fora, a Goiabinha é uma cerveja fermentada com levedura Kveik e goiabas do do quintal da cervejaria. Uma cerveja extremamente refrescante, de coloração salmão, e que na boca tem corpo leve e aveludado. O aroma extremamente frutado se repete no sabor e confere um equilíbrio muito curioso a cerveja. 

Enfim, opções não faltam para um verão leve e refrescante! Agora, pelo menos para a turma da região de Beagá, é esperar São Pedro ajudar... Cheers!