Você sofre com as dores de cabeça? Descubra a solução definitiva desse problema.

Quer saber como prevenir o aparecimento de dores de cabeça? Leia a coluna de hoje do Dr. Alberto Rafael Jr.

Você sofre com as dores de cabeça? Descubra a solução definitiva desse problema.

De todas as dores de cabeça, as do tipo tensional são consideradas as mais comuns de todas, quase todas as pessoas já sofreram em algum momento e o ser humano sempre tentou encontrar uma solução para esse problema.

A dor de cabeça do tipo tensional ou cefaléia, costuma estar associada a situações de estresse, contraturas musculares cervicais e, em muitos casos, é decorrente da atividade laboral (trabalho com computador, motoristas, recepcionistas, etc ...). 

Hoje, esse tipo de cefaléia atinge de 30% a 78% da população total: 2/3 dos homens e cerca de 80% das mulheres.  A atividade social e laboral é reduzida por lo menos em 60%, alterando consideravelmente a qualidade de vida.

O tratamento adequado das dores de cabeça exige que os profissionais de saúde sejam bem treinados, que a detecção e o diagnóstico do distúrbio sejam precisos, que seja fornecido tratamento adequado, prescrições de modificações simples no estilo de vida e educação do paciente.

Além do tratamento farmacológico normalmente prescrito para o controle da dor, o tratamento mais utilizado é a fisioterapia.  A fisioterapia oferece uma ampla gama de terapias que podem ser usadas para tratar este distúrbio:

 - Massagem da musculatura cervical e dorsal.  Os músculos do pescoço se contraem devido a posições mantidas ou forçadas, de modo que o relaxamento do pescoço ao massagear os músculos relaxa as fibras musculares.

- Terapia miofascial.  Envolve o tratamento de pontos de gatilho ativos (faixas tensas do músculo).  O objetivo é relaxar os músculos e o tecido conjuntivo (tecido miofascial).  De acordo com vários estudos, é provavelmente uma das terapias mais eficazes porque a dor de cabeça tensional está correlacionada com os pontos-gatilho. 

- Alongamentos (músculos trapézios, elevadores da escápula, infraespinhoso, esplênio, esternocleidomastóideo, etc.) Realizar alongamentos assistidos manualmente pelo fisioterapeuta ou autonomamente em casa é importante tanto como tratamento quanto como prevenção para manter a musculatura elástica.

- Técnicas de manipulação.  Muitas vezes, devido à tensão muscular, as vértebras podem ficar bloqueadas ou comprimidas, limitando também o movimento da coluna cervical.  A tração da coluna cervical ou o desbloqueio da articulação ajuda a restaurar o movimento normal da articulação.

- Calor local para ativar a circulação na área e acelerar o processo de regeneração do tecido.

- Eletroterapia.  É a aplicação de eletrodos na pele com correntes que aliviam a dor como antiinflamatório local. 

Quer saber como prevenir o aparecimento de dores de cabeça? Então vamos lá…

- Faça alongamento dos músculos cervicais.  Incline a cabeça para frente e para os lados, na mesma posição, adicione também uma leve rotação para os dois lados.  Segure por 30 segundos até percebermos que o músculo está cedendo e ajude-nos com a mão a intensificar o alongamento.

- Automassagem com bola de tênis ou bastão.  Deitado no chão, coloque uma bola ou uma bengala logo abaixo do occipital (é a primeira saliência que encontramos nas costas e parte inferior do crânio).  Em seguida, a cabeça deve ser movida de um lado para o outro, massageando a área e, assim, liberando a área mais inserível.

- Faça exercícios físicos para manter os músculos ativos e elásticos. 

- Mantenha uma dieta balanceada.  Consulte seu médico ou nutricionista.

- Vá ao fisioterapeuta.  Não espere até sentir uma dor "insuportável" para ir ao fisioterapeuta.  Além de tratá-lo, pode ajudar a prevenir essa dor.  Se sentir desconforto, vá à sua consulta para que o problema não piore.

- Evite manter a mesma postura por muito tempo, principalmente durante a jornada de trabalho. Se você trabalha na frente de um computador, mantenha a tela na altura de nossos olhos para evitar inclinações sustentadas da cabeça. 

- Durma com uma almofada que impeça a inclinação da cabeça.  A cabeça e o pescoço devem ser mantidos retos para que os músculos repousem.

- Um colchão que respeita as curvaturas fisiológicas da coluna vertebral, nem muito duro nem muito mole.