Os olhos também envelhecem: conheça as alternativas para tratar a vista cansada

Dr. Leonardo Gontijo, diretor clínico do Instituto de Olhos Minas Gerais, oftalmologista especialista em córnea e cirurgia refrativa, professor da Santa Casa Belo Horizonte e do Instituto de Olhos Ciências Médicas (IOCM)

Os olhos também envelhecem: conheça as alternativas para tratar a vista cansada


Assim como as outras partes do corpo, os olhos também sofrem um processo natural de envelhecimento resultando na vista cansada, a forma mais popular como é conhecida, ou presbiopia.
 

Por volta dos 40 anos, o cristalino – uma lente interna dos olhos, localizada atrás da pupila, que nos permite enxergar de todas as distâncias – começa a perder a sua flexibilidade, dificultando focalizar as imagens. Com o passar dos anos, essa esclerose do cristalino se agrava, sendo necessário aumentar o grau dos óculos para suprir a incapacidade do cristalino de oferecer a regulagem da visão para perto. 

Dificilmente fatores externos estão relacionados à presbiopia, mas a presença da hipermetropia, cujos sintomas são bem semelhantes, abrevia a chegada da vista cansada. Em razão do esforço para enxergar com nitidez de perto, quem tem presbiopia costuma sofrer de dores de cabeça ao redor ou atrás dos olhos, ou na testa. 

CONHEÇA: IOMG - Instituto de Olhos Minas Gerais

O tratamento inicial é com o uso de óculos, que devem ser prescritos pelo oftalmologista, médico que fará uma avaliação completa, até mesmo para verificar se outras doenças se manifestaram, como glaucoma, retinopatias e olho seco, bastante comuns na maturidade.

Outro recurso para corrigir a vista cansada são as lentes de contato multifocais sob a forma gelatinosa. É uma alternativa confortável e prática, mas o paciente deve passar por um teste antes de comprá-las, lembrando que como qualquer lente de contato é necessário um tempo de adaptação. Como existem diversas marcas no mercado, e algumas de qualidade inferior, é importante ter atenção à escolha e pedir a orientação do oftalmologista. 

Também é possível tratar a presbiopia com cirurgia de implante de lentes intraoculares. O procedimento consiste na remoção do cristalino que encontra-se disfuncional e rígido, e implante de uma lente multifocal, devolvendo uma visão plena para todas as distâncias, com o bônus de não ser necessário operar a catarata futuramente, pois esse cristalino que ficaria opaco com o avançar da idade foi extraído. 

LEIA TAMBÉM:

Limpeza doméstica pode causar dores no corpo

Quer conhecer e experimentar novas cervejas? 'Mais um Lúpulo' te conta!

O tratamento cirúrgico do Bullyng

Blazer: uma peça versátil, democrática e extremamente elegante

O que é ESG e qual a sua importância em uma carteira?

Por que é tão difícil mudar nossos hábitos?

Sono, saúde e nutrição