Angélica Hodge lança seu livro 'Era Quase Amor' no mês dedicado às mulheres

Obra tem prefácio da escritora e compositora Fernanda Mello.

Angélica Hodge lança seu livro 'Era Quase Amor' no mês dedicado às mulheres
Leonardo Alberto
redutea
banner redutea
banner redutea


Para os amantes de leitura, tem livro novo para vocês! A jornalista e atriz Angélica Hodge lança sua nova publicação, ERA QUASE AMOR, da Páginas Editoras. Um emaranhado de contos baseados em fatos reais que levam os leitores aos mais diversos caminhos do coração.

Histórias de amor e desamor, vividas ou conhecidas durante seus 25 anos de carreira em teatro e TV, agora estão retratadas em sua obra, que tem o prefácio da escritora e compositora Fernanda Mello. No livro, Angélica Hodge conta com delicadeza e simplicidade fatos sobre relacionamentos, traições, relações abusivas, divórcio, relações homoafetivas, abuso sexual e paixões "São Marias, Júlias, Letícias, Anas, e tantas outras mulheres que existem dentro de nós, que vão amadurecendo ao longo do livro" contou. 

A autora esclarece que "apesar de serem contos independentes, as histórias vão se conectando com o amadurecimento feminino", que começa com uma decepção amorosa aos 14 anos e termina com a morte. De acordo com Leida Reis, diretora da Páginas Editora, o objetivo é incentivar o debate, escancarando o empoderamento feminino diante do sexo e dos relacionamentos.

A capa do livro

Um dos destaques do livro é a capa criada em Milão pelo designer Leonardo Martins Cardoso. "Leonardo foi o primeiro homem da minha vida. Foi a partir do olhar dele que vivenciei todo o resto da minha vida e dos meus relacionamentos", conta Angélica Hodge. 

Para o livro, foram criadas duas capas distintas que podem ser escolhidas pela leitora de acordo com seu gosto e personalidade. 

De acordo com Leonardo, "foi criado um ícone com base em um labirinto, que remete aos caminhos incertos e muitas vezes confuso que os relacionamentos proporcionam. É um caminho sem volta".

Sobre a autora

Angélica Hodge é jornalista, publicitária, atriz e mãe de três filhos. Em 25 anos de carreira, atuou nas principais emissoras de TV do estado, como apresentadora de programas femininos e de variedades. Agora, resolveu reunir no livro ERA QUASE AMOR, histórias reais de amor (ou desamor) que ela própria vivenciou ou ouviu de entrevistados e pessoas próximas. O resultado é um livro de contos de tirar o fôlego. Acompanhe seu trabalho no Instagram clicando aqui.

O livro já está disponível na Páginas Editora e pode ser adquirido CLICANDO AQUI

LEIA TAMBÉM:

Dr. Breno Gomes estreia coluna e nos conta: 'Por que parar de beber é tão difícil?'

Tratando o olho seco

Episódio envolvendo treinador do Cruzeiro levanta o debate: É o momento do futebol?