Cervejas Ale! Cervejas Lager! Sabe a diferença?

Cervejas Ale! Cervejas Lager! Sabe a diferença?
Cervejas Ale! Cervejas Lager! Sabe a diferença?
redutea
banner redutea
banner redutea


Olá Lupulados e Lupuladas! Vamos sextar? E hoje, vai de uma cerveja Ale, ou de Lager mesmo? Se você já sabe, é só abrir a lata ou garrafa e ser feliz, porque em qualquer uma destas opções temos excelentes estilos. Mas se você não sabe diferenciar as famílias cervejeiras, nossa coluna de hoje foi feita para você! 

Quem está começando agora no universo das cervejas especiais, pode se confundir e ficar perdido com tantas informações, diferenças e rótulos. Vocês já devem ter percebido que existem dezenas de estilos de cerveja né!? Inclusive algumas cervejarias vendendo Lager como um estilo. Na verdade, Lager, assim com Ale e Lambic, são as três famílias de cervejas e delas derivam todos os estilos que podemos encontrar no mercado.
Cada uma dessas famílias é identificada pelo tipo de levedura utilizado em seu processo de produção. Isso ocorre porque os estilos possuem processos de fermentação diferentes, uma vez que as leveduras utilizadas são de espécies distintas. E isso é de extrema importância porque o processo de fermentação que determina as características de cada estilo de cerveja.

E vamos começar pela Lager. Ela é família de cervejas mais popular do mundo (e mais consumida também). As cervejas Lager são de baixa fermentação. Isso quer dizer que, ao contrário das Ales, grande parte das leveduras permanece na parte inferior do tanque durante a fermentação, que ocorre em temperaturas mais baixas, entre 8 e 16ºC. Elas são cervejas costumam ser leves e menos complexas em aroma e sabor, como os estilos Pilsner, American Lager e Bock. As primeiras cervejas Lager surgiram na Europa Central no século XIV, principalmente Alemanha, República Tcheca e Áustria e são caracterizadas por seu teor alcoólico baixo e sabor refrescante.

Durante um bom tempo a maior parte das cervejas encontradas foram as Ales. Elas são consideradas de alta fermentação, pois grande parte das leveduras sobem para a superfície do tanque durante essa etapa do processo. Além disso, as temperaturas de fermentação nessa família são mais altas, entre 14 e 25ºC. Cervejas Ales costumam ser mais encorpadas, escuras, e com aromas e sabores mais complexos do que as Lagers. Como exemplo podemos citar os estilos IPA e Weiss e a maioria dos seus estilos nasceram na Bélgica ou Inglaterra. Elas são minhas prediletas e destaco as series da escola belga (de qualquer marca) Dubbel, Tripel e Quadruppel.

Por fim, uma família pouco reconhecida são as Lambics, cervejas de fermentação espontânea. Nessa forma de fabricação, o mosto cervejeiro é exposto a interferências do ambiente, como bactérias, leveduras selvagens e micro-organismos presentes no ambiente. O resultado disso são cervejas peculiares (alguns até falam que “isso não é cerveja”), com aromas e sabores que fogem muito da zona de conforto da maioria. As Lambics são cervejas ácidas, azedas e com aromas bem característicos. É muito comum a utilização de frutas em suas receitas e os principais rótulos são safrados, para que se veja a evolução da cerveja com o tempo.

Qualquer que seja sua escolha de hoje, o que posso lhe dizer é: CHEERS!