Um novo tempo: Kia Stonic no Brasil

Primeiro modelo sob a nova estratégia da Kia, o utilitário esportivo Stonic estreia no Brasil com tecnologia híbrida leve

Um novo tempo: Kia Stonic no Brasil
Um novo tempo: Kia Stonic no Brasil
Um novo tempo: Kia Stonic no Brasil
Um novo tempo: Kia Stonic no Brasil

Este ano tem marcado importantes mudanças para a Kia Motors – não apenas na sua terra natal, a Coreia do Sul, como também no Brasil. Com o nome de apenas Kia e um novo logotipo, apresentados em Seul no início do ano e no Brasil em outubro, a marca pertencente ao Grupo Hyundai dá agora seu primeiro passo de transformação dentro da própria corporação, na qual pretende ser a ponta de lança na corrida pela eletrificação veicular. Para tal tarefa, acaba de trazer para o mercado brasileiro o híbrido Stonic. Produzido na Coreia do Sul, o SUV compacto chega em uma versão, a SX, lançada por R$ 149.990. Na contramão do marketing da fabricante oriental, não se trata de o utilitário esportivo compacto eletrificado mais barato do Brasil, mas o único representante em sua categoria no país. Por isso mesmo, uma comparação e uma busca por concorrentes diretos ao Stonic no mercado nacional não são exatamente precisas. A própria Kia elege como rivais diretos o Chevrolet Tracker, o Volkswagen T-Cross, o Hyundai Creta, o Honda HR-V e o Fiat Pulse – e nenhum deles conta com tecnologia híbrida. “Primeiro SUV compacto híbrido do país, o Stonic conta com o benefício de dispensa do rodízio e IPVA reduzido na cidade de São Paulo. Trata-se de um dos modelos Kia rumo à liderança do mercado global de veículos híbridos e elétricos. Com o Stonic, inauguraremos uma nova fase aqui no mercado brasileiro, com aumento expressivo de nosso portfólio com mais modelos eletrificados. Para maio de 2022, pretendemos trazer SUV 100% elétrico EV6, que já está em fase de homologação”, afirma José Luiz Gandini, presidente da Kia Brasil.

O Kia Stonic compartilha a plataforma GB com o hatch Rio e tem um porte semelhante ao do Hyundai Creta. Com linhas bem trabalhadas e modernas – uma característica da Kia, que marcou época com a geração anterior do Sportage –, o Stonic tem estilo esportivo e se destaca pela opção de teto colorido, como o amarelo do lançamento no Brasil. As opções de uma só cor são o Preto Aurora perolizado, o Branco Claro, o Cinza Perene, o Amarelo Superior, o Vermelho Alerta e o Azul Esportivo metálicos. São sete combinações de biton, com a capota em Preto Aurora, Vermelho Alerta e o Amarelo Superior. A garantia é de cinco anos, incluindo a bateria de 48V e o sistema MHEV.

O Stonic traz motor 1.0 Kappa turbo de três cilindros a gasolina com sistema híbrido leve MHEV (Mild Hybrid Electric Vehicle) Smartstream de 48V, com 120 cavalos de potência e torque de 20,5 kgfm combinados. O Smartstream é uma geração de trem de força que incorpora os esforços da Kia para tentar liderar o próximo movimento de mobilidade do mundo. Responde às várias necessidades dos motoristas, enquanto os HEVs (Hybrid Electric Vehicles) e os PHEVs (Plug-in Hybrid Electric Vehicles) ainda buscam mais acessibilidade. O sistema de comando do motor do Stonic é composto por DOHC de 12 válvulas e por E-CVVT, acrescido do Comando de Válvulas de Duração Variável, que propicia, segundo a marca sul-coreana, o modo de condução “Velejar”, desligando o propulsor por completo em situação de rodagem plana e, por consequência, gerando economia de combustível. Assim, o sistema híbrido do Stonic intercala suas ações, entrando o lado “verde” quando o veículo

encontra uma descida, por exemplo, poupando o motor a combustão, e, em subidas, quando o “powertrain” necessita de mais força, voltando a ser acionado o propulsor tradicional automaticamente. O motor a combustão desenvolve potência de 118 cavalos a 6 mil rotações por minuto e torque de 17,1 kgfm a 4 mil giros, acoplado ao câmbio automático de 7 marchas e dupla embreagem DCT. O modelo tem três modos de condução (“Eco”, “Normal” e “Sport”), permitindo ao motorista escolher a maneira de dirigir que mais o agrada. Com essa configuração, o Stonic – conforme dados do Inmetro – registrou desempenho de 13,3 km/l na cidade e de 13,2 km/l na estrada. A Kia garante que o Stonic é capaz de acelerar de zero a 100 km/h em 10,3 segundos e chegar à máxima de 184 km/h.

Contudo, apesar dos planos assumidamente ambiciosos, o presidente da Kia Brasil lembra que os objetivos iniciais de comercialização do Stonic foram prejudicados pela crise mundial de componentes e pelos efeitos colaterais da pandemia, como o próprio transporte de navio desde a Coreia do Sul. “Nossa meta era vender 400 unidades mensais do carro este ano. Entretanto, recebemos um lote inicial de apenas 150 unidades, todas já vendidas. Estamos levando fé no segundo embarque. Fizemos um pedido de mais 1.200 unidades para serem trazidas para o Brasil até o fim do ano”, completa Gandini.

Questões internas

Apesar das dimensões compactas, com 4,14 metros de comprimento, 1,76 metro de largura e 1,52 metro de altura, a cabine do Kia Stonic busca proporcionar espaço e conforto para todos os ocupantes, com 2,58 metros de distância de entre-eixos. O tanque de combustível (45 litros) está localizado abaixo do banco traseiro para oferecer aos passageiros mais espaço para as pernas e posição de assento mais baixa. As rodas são de liga leve de 17 polegadas, e o porta-malas tem capacidade de 325 litros. Segundo a Kia, o Stonic tem acabamento imitando fibra de carbono e pretos brilhantes no painel central e materiais de toque “soft” nas laterais internas, no forro e nos bancos.

O sistema de entretenimento do Stonic tenta incorporar as funcionalidades dos smartphones, por meio da tela flutuante e sensível ao toque de 8 polegadas no centro do painel, compatível com os sistemas Apple CarPlay e Android Auto, e auxilio às manobras com a câmera de ré com guias dinâmicas de estacionamento no monitor. Os passageiros traseiros também podem carregar seus smartphones por meio de uma entrada USB. O Stonic vem equipado com ar-condicionado digital automático e controle frontal, volante multifuncional, computador de bordo com tela digital colorida de 4,3 polegadas com indicador de fluxo de energia e sistema de som.

O Stonic é construído sobre uma plataforma com 51% de aço avançado de alta resistência. O uso de adesivos estruturais garante uma carroceria de alta rigidez torcional, 24% superior à da geração anterior, tudo de acordo com a fabricante oriental. Essas tecnologias incluem seis airbags (frontais, laterais e de cortina), controle de estabilidade e tração, retrovisores externos com regulagem e rebatimento elétricos, aquecíveis e com repetidores das setas integrados em leds, sistema Isofix, freios com ABS e EBD, sensor de estacionamento traseiro e assistente de partida em rampa.

Ficha Técnica

Kia Stonic SX híbrido

Motor: Kappa, 1.0 T-GDI tubo, três cilindros, injeção direta, gasolina, 998 cm3 Sistema híbrido: leve MHEV, 48 volts

Bateria: polímeros de lítio Potência: 118 cavalos a 6 mil rpm Torque: 17,1 kgfm a 4 mil rpm Potência combinada: 120 cavalos Torque combinado: 20,1 kgfm Câmbio: automático de 7 marchas Direção: elétrica Tração: dianteira Aceleração: de zero a 100 km/h em 10,3 segundos Velocidade máxima: 184 km/h Suspensão: dianteira independente tipo MacPherson, molas helicoidais, amortecedores a gás, traseira eixo de torção, molas helicoidais, amortecedores a gás Freios: ABS com EBD, discos ventilados na frente, discos sólidos atrás Rodas e pneus: liga leve, 17 polegadas, pneus 205/55R17 Dimensões: 4,14 metros de comprimento, 1,76 metro de largura, 1,52 metro de altura, 2,58 metros de entre-eixos Peso: 1.256 quilos em ordem de marcha Porta-malas: 352 litros Altura livre em relação ao solo: 15 centímetros Tanque de combustível: 45 litros Preço: R$ 149.990