Criptomoedas cada vez mais acessíveis

Criptomoedas cada vez mais acessíveis
Divulgação
redutea
banner redutea
banner redutea


A partir do dia 26 de abril um novo meio de negociação de criptoativos entrará na nossa B3 – Brasil, Bolsa, Balcão. A tsunami de informações a respeito do famoso Bitcoin e das criptomoedas invadem qualquer conversa sobre mercado financeiro. Mas como surfar essa onda sem ter que se preocupar em entender cada ativo desta nova tecnologia? O novo ETF HASH11 vem para facilitar a vida de quem quer se expor a esse mercado, mas de forma simplificada.

Mas o que é o ETF HASH11?

Os fundos de investimento são como condomínios. Os investidores compram cotas deste condomínio, e o gestor trabalha em prol da valorização destas frações. No caso dos ETFs, -exchange traded funds-  estas cotas são negociadas em bolsa, como ações.

Cada fundo busca acompanhar a performance de uma categoria de ativo. O BOVA11 busca se igualar ao Ibovespa, o IVVB11 reproduz o índice da bolsa americana, o S&P500, GOLD11 o preço do ouro cotado em dólar, entre inúmeras outras possibilidades.

A gestão neste caso é passiva, isto é, busca apenas reproduzir um índice, e não gerar um lucro acima dele. No HASH11, o índice a ser acompanhado é o Nasdaq Crypto Index. O NCI é composto por uma cesta das criptomoedas mais relevantes e promissoras no mercado tecnológico.

O NCI foi criado pela gestora Hashdex em parceria com uma das bolsas americanas, a Nasdaq. A Hashdex é uma gestora especializada em criptoativos e já possui, há algum tempo, fundos disponíveis com diversos níveis de exposição a este mercado que vem ganhando bastante relevância frente ao avanço da tecnologia.

Ativos que compõe o índice:

Ativo

Participaçao no NCI

Bitcoin

80,37%

Ethereum

16,35%

Litecoin

1,19%

Chainlink

0,94%

Bitcoin cash

0,64%

Stellar Lumens

0,50%

 *Em 20/03/2021

Investir em uma cesta de moedas mitiga o risco, se compararmos a uma carteira de apenas um ativo. Portanto, torna-se vantajoso o ETF se comparado ao ativo puro.

Para a composição de um portfólio diversificado, é extremamente benéfica esta facilidade crescente do acesso aos inúmeros ativos que temos no mercado. Visando uma descorrelação da carteira, abaixo é possível compreender o nível de similaridade dos criptoativos com os demais ativos.

Fonte: Hashdex

Dada a evolução exponencial da tecnologia, ainda mais acelerada pela pandemia, podemos perceber a necessidade da participação desta variável na composição da carteira. Vale ressaltar que esta não é uma recomendação de investimento, pois cada perfil de investidor possui uma alocação adequada.

LEIA TAMBÉM:

Como a nutrição funcional pode te ajudar a adquirir imunidade?

Fantástica receita de 'Quiches de alho poró com camarão'

Do Pub à piscina: o copo Pint e sua versatilidade

Jeans: uma peça que está sempre na moda

Entenda porque o sedentarismo põe em risco sua saúde