Mitos e Verdades do Universo Cervejeiro – Vol II

Coluna Mais um Lúpulo - Flávio Vouguinha

Mitos e Verdades do Universo Cervejeiro – Vol II

Uma excelente sexta para todas as Lupuladas e Lupulados... Hoje é dia de conhecer um pouquinho mais dos “Mitos e Verdade do Universo Cervejeiro”. Em nossa primeira edição (clique aqui e relembre), falamos sobre a temperatura ideal de cerveja e sobre o colarinho ao servir no copo. Em enquete realizada no perfil do @maisumlupulo, 12% dos seguidores ainda acreditam ser VERDADE que toda cerveja deve ser servida estupidamente gelada. Isso é MITO turma! Temos estilos que podem e devem ser servidos até mais de 10°C. Já nossa segunda pergunta falava da importância da existência do colarinho da cerveja. Nessa o percentual de erro foi ainda maior. 78% dos seguidores valorizam o colarinho, mas 22% acham que isso é mito e precisam ler nossa coluna para valorizar melhor esse item mega relevante da experiência de beber uma boa cerveja. E hoje, qual serão os dilemas que vamos desvendar?


1 – Cada tipo de cerveja possui seu copo mais adequado 
Resposta: VERDADE! Se fosse para criar uma regra básica, em linhas gerais, as cervejas de menor intensidade de sabor, recomenda-se usar copos estreitos e mais finos, como tulipas. Já quando temos cervejas mais fortes e intensas, com sabores e aromas para serem explorados, são necessários copos com bocas mais largas.
Mas o fato real é que o modelo de copo de cerveja se tornou um dos itens mais importantes para garantir a experiência mais adequada para se apreciar cada tipo de cerveja. O copo é responsável por realçar atributos como aroma e visual da bebida, aspectos fundamentais para uma plena degustação. A espessura da borda, o tipo de material que é feito, seu peso, formato e transparência são apenas algumas das características que além de contribuírem para sua apresentação, valorizam os aspectos sensoriais fundamentais do processo de análise e degustação de qualquer tipo de cerveja.
Dentre os copos mais famosos no Brasil, temos a tulipa ou lager, ideais para os estilos Bohemian Pils, American Lager e American Light Lager, também conhecidos como Pilsen no Brasil (clique aqui), o Pint (clique aqui), que recebe bem os estilos Pale Ale, India Pale Ale,  e Old’s Ale em geral e o Weiss (clique aqui), típico das alemãs Weizenbier.

2 – Colocar a cerveja deitada na geladeira faz ela gelar mais rápido
Resposta: MITO! E daqueles dos mais bravos, hehe! A melhor posição para armazenamento ao gelar cervejas é de pé, fazendo com que a superfície de contato do líquido com o ar seja menor possível. Para a cerveja gelar mais rápido é importante que sua superfície de contato com o ar seja menor. Caso você armazene ela deitada, essa superfície de contato do líquido com o oxigênio que pode estar dentro da garrafa aumenta, retardando seu resfriamento e causando a oxidação da cerveja. Depois que explica parece tão simples né? Hehe!
Além disso, diferente do vinho, a garrafa de cerveja não deve ser armazenada deitada pois também não é recomendado o contato da cerveja com a tampa. Exceto as cervejas com rolhas de cortiça, que podem ser guardadas deitadas, como as Lambics belgas. Outra dica importante, é que na maior parte das cervejas, principalmente especiais ou artesanais, existem resíduos de levedura e outros componentes da produção que causam uma grande deposição no fundo da garrafa. E é fato que a qualidade desse fundo de garrafa não será o mesmo ao longo do tempo e caso seja armazenada em pé é possível servir sem utilizar esse fundo. 
E ai? Curtiu as dicas Mais Um Lupulo? Celebrar e difundir a cultura do universo cervejeiro é nossa missão! Espero que na sua próxima aventura, escolha o copo adequado e coloque a cerveja para gelar de pé! Hehehehe! E o mais importante... Cheers!!!