Duvel 666 – A Edição Comemorativa dos 150 Anos desse Ícone da Escola Belga

Duvel 666 – A Edição Comemorativa dos 150 Anos desse Ícone da Escola Belga
redutea
banner redutea
banner redutea


Vamos sextar Lupulados e Lupuladas?! E hoje a proposta é sextar em alto nível. Vamos falar da edição comemorativa de 150º aniversário da Cervejaria Duvel. Ícone da escola Belga, dona de um portfólio espetacular e com uma marca que apesar de 150 anos, permanece jovem e ousada, a Duvel mais cedo ou mais tarde acabaria em nossa página.

O nascimento da Cervejaria Duvel ocorreu em 12 de setembro de 1871, quando Jan-Léonard Moortgat e sua esposa criaram a Moortgat Brewery Farm em Breendonck, Bélgica. Mas a grande jogada da família Moortgat se deu durante a Primeira Guerra Mundial. Albert, então responsável pela produção das cervejas, decidiu viajar para a Inglaterra para identificar e trazer uma linhagem especial de leveduras para produzir uma versão English Ale. Ele encontrou o que procurava em Edimburgo, na Escócia, e até hoje essa levedura é utilizada na produção de Duvel.

A cerveja foi um sucesso com público, mas apesar de todo destaque do nome Duvel, atual carro chefe da cervejaria, o nome, que significa Diabo em neerlandês, só surgiu após um tempo. De 1918 a 1923 o nome da cerveja foi Victory Ale, uma homenagem ao fim da Primeira Guerra Mundial. Apenas em 1923 que a cerveja foi rebatizada como Duvel. E diz a lenda que um amigo da família, então sapateiro, que estava em uma degustação na cervejaria Moortgat fez um comentário dizendo que a cerveja era diabólica (devil) de tão boa.

Em uma sociedade extremamente católica, adotar esse nome foi uma grande ousadia para a época, traço que até hoje pode ser vista na marca, extremamente autêntica. Para se ter uma ideia, no muro da Cervejaria Moortgat, temos uma das mais icônicas imagens de sua história. Lá podemos ler: “Ssst… hier rijpt den Duvel” ou, “Silêncio, o diabo está amadurecendo aqui.”

A cerveja Duvel é muito fiel estilo Belgian Strong Golden Ale, com alta carbonatação, ácida e um dulçor exclusivo, traço marcante da Escola Belga. Possui notas de frutas cristalizadas e destaque para a boa sensação alcoólica no paladar, que apesar de possuir 8,5% de ABV, é extremamente suave e agradável. 
Completam o portfólio da marca as versões a Duvel Tripel Hop, uma edição anual onde são usados 3 tipos de lúpulos, sendo um deles trocado todo ano; a Vedett Extra Ordinary IPA, uma IPA com 5,5% de teor alcoólico e excelente drinkability e Vedett Extra White, criada em 2008, e que proporciona aparência e sabor fora dos padrões tradicionais de uma Witbier.

E enfim chegamos a Duvel 666. Essa edição especial e comemorativa é uma Blonde Ale, que se constrói a partir do aroma de 6 lúpulos e mais um toque de laranja. Seu teor alcoólico são exatos 6,66% de ABV e ela possui sabor leve e frutado, com a mesma base de lúpulos Saaz e Styrian Goldings da Duvel clássica, mais a adição de outras quatro variedades por meio do dry-hopping.

Você consegue encontra-la em grandes e-commerce de cervejas, como o TodoVino (@todovinobr) e Pão de Açúcar (@paodeacucar). Não perca a chance de viver essa experiência diabólica, rsrs! Cheers!

LEIA TAMBÉM:

Fraudes. O que você precisa saber

Será que existe postura correta para assistir televisão?

Alma Alvinegra: Pelo Brasileiro e pela América, seguimos na luta!

Setor de Eventos: Liberação Tardia e Ineficaz

Value x Growth: Qual a melhor filosofia de investimento?

A Importância do pai para o sucesso da amamentação e introdução alimentar

Julho Turquesa: campanha de prevenção da Síndrome do Olho Seco

Coluna Squadra Celeste: Ou lá ou cá