A conexão paterna e o desenvolvimento do bebê

A conexão paterna e o desenvolvimento do bebê
redutea
banner redutea
banner redutea


A figura do pai é de extrema importância no desenvolvimento dos filhos desde o período gestacional. A conexão do pai e do bebê começa antes do seu nascimento, com os cuidados com a mãe, e até mesmo com as conversas “através da barriga”. Aquela figura paterna que se mantinha alheia, autoritária e distante ficou no passado. O que vemos hoje são pais muito mais presentes e atentos aos cuidados de seus filhos. O pai é aquele que corta o cordão umbilical, que aos poucos mostra para o filho que existe uma relação além do binômio mãe-bebê. Quando o pai consegue se vincular ativamente com seu filho, ele ajuda, com gentileza, a romper a dependência em relação a mãe, e alivia um pouco a sobrecarga sobre ela. A introdução de uma terceira pessoa nessa relação mãe-bebê permite que o bebê comece a se enxergar como um indivíduo além da figura materna. Assim é muito importante que o pai participe de verdade da vida de seu filho(a), ajudando a alimentar, dando banho e fazendo parte de toda a rotina. A saúde e o desenvolvimento do bebê depende muito desse envolvimento paterno.

Existem estudos demonstrando que essa participação auxilia os filhos a se desconectarem um pouco da mãe,  com melhora da qualidade do sono do bebê, e por consequência melhora da qualidade do sono da mãe. A relação paterna é a primeira relação além da mãe, e é essa conexão que deve ser construída com amor e atenção, pois dará aos nossos filhos a estabilidade emocional, autonomia, segurança, e o seu pleno desenvolvimento. Esse maior envolvimento paterno cria crianças menos agressivas, com melhor comportamento, seja social ou acadêmico. Tenho orgulho dessa participação ativa na vida da Sofia. Observo que muitas de suas qualidades também se devem à atenção, carinho e a minha dedicação como pai. Se dedique ao seu filho, tenha com ele tempo de qualidade, participe dos seus cuidados, brinque com ele, e ele te agradecerá eternamente por isso. Na próxima semana falaremos um pouco sobre o papel do pai na introdução alimentar.

LEIA TAMBÉM:

Como a alimentação pode ajudar na Menopausa

Squadra Celeste: Mais do mesmo

Quem disse que frio não combina com cerveja?

Vacinação não é uma competição, mas sua velocidade salva vidas!

O que você precisa saber sobre o vilão: SALTO ALTO

Alma Alvinegra: O que está acontecendo com o Galo?

Desvarios do Judiciário – Os novos imperadores

Âncora ou Impulsor? O poder do seu parceiro(a) na sua carreira