Roteiros Fazendas

Coluna Estrada Real

Roteiros Fazendas
Hotel Fazenda Fonte Limpa, em Santana dos Montes. Crédito Cezar Félix

Em tempos remotos, todos os homens viviam da terra, do que plantavam, criavam e colhiam.  Durante o ciclo do ouro, Alto Vale do Rio Piranga – Localizado entre os municípios de Santana dos Montes, Gloria e Itaverava – Viveu seu apogeu como pólo de produção de alimentos que sustentou a mineração aurífera. Tornando a região tão rica quanto à do ouro 

Essa produção de alimentos era escoada com os tropeiros pelas variantes da Estrada Real, que a utilizavam para levar os alimentos para os mineradores.

Desta época de gloria, surgiram magníficas fazendas do século XVIII, erguidas em meio a uma natureza exuberante, que traziam em sua arquitetura a saga dos primeiros bandeirantes. Hoje, transformadas em belíssimos meios de hospedagem ou apenas abertas para visitação 

Nesse roteiro trazemos algumas fazendas dos séculos XVIII e XIX, muitas delas recuperadas e algumas tombadas pelo Patrimônio Histórico e Artístico do Estado (IEPHA). Grande parte está aberta para visitação e outras já se estabelecem como hotéis-fazendas.

A porta de entrada do roteiro é o pequeno município de Santana dos Montes, na Fazenda Fonte Limpa. Construída em 1740, é tombada pelo Patrimônio Histórico e Artístico. Foi inteiramente restaurada nos últimos anos do século XX. Localiza - se em meio a belas cachoeiras, nascentes e florestas intocadas. Atualmente funciona como hospedaria, além de um SPA.

A Fazenda do Tanque, também localizada em Santana dos Montes, foi construída em 1863. O casarão, com mobiliário e decoração da época, possui suítes equipadas com lareira e hidromassagem. Para lazer dos hóspedes, na fazenda é possível fazer trilhas pela Mata Atlântica com um visual deslumbrante e banhos em cachoeiras de águas cristalinas. Ainda disponibiliza passeios de carruagem, charretes e a cavalo.

A Fazenda da Pedra está localizada exatamente na divisa dos municípios de Santana dos Montes e Cristiano Otoni, possuindo parte de sua propriedade em um município e outra parte em outro. Foi construída pelos escravos, em cima de uma base única formada por uma grande pedra (daí seu nome). Possui ainda a senzala e antiguidades bem como o tronco onde eram açoitados os escravos. Um dos últimos remanescentes da arquitetura bandeirista.

Para aqueles que desejam apenas visitar, uma dica é a Fazenda da Posse, que é tombada pelo IEPHA – Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico, pelo Conjunto Arquitetônico e Paisagístico, desde 1975.

A Fazenda da Posse é composta por edifício sede e dependências de casa de hóspedes, casa de caseiro, curral, galinheiro e galpão. O Parecer do Tombamento considerou o prédio como “belo exemplar de vivenda rural mineira, apresentando características de realce que merece ser conservado em território mineiro” 

Os visitantes também podem percorrer as diversas trilhas setecentistas que ligam as sedes das fazendas e conhecer as inúmeras cachoeiras, como: O complexo de Caatinga, Cachoeiras de Santinho, Cachoeira do torno e entre outras.

Percorrer a Estrada Real e conhecer suas fazendas, plantações e produtos típicos é mergulhar nesse universo profundamente ligado às nossas raízes. Estrada Real: uma estrada, seu destino!

Fazenda do Tanque / Internet